“Todas as famílias felizes se parecem, cada família infeliz é infeliz à sua maneira.” Essa célebre frase inicia o livro Anna Kariênina, de Liev Tolstói, um dos clássicos da literatura mundial. Prova disso é a quantidade de adaptações que o livro já ganhou para os cinemas: cinco. E a mais recente chega ao cinemas do Brasil neste mês.

A história de Anna Kariênina – a forma Anna Karenina também pode ser vista de acordo com a tradução – relata a vida da personagem quando vive relação extraconjugal em uma Rússia Czarista rica, aristocrata e bela, assim como Anna.

ana e vronki

Mas, as 800 páginas da última versão traduzida para o português, pela editora Cosac & Naify, nunca poderiam ser descritas em apenas uma frase. A narrativa do escritor russo vai além e trata de temas como propriedades de terra, relações com os trabalhadores, educação, casamento e teorias de Spencer, Laslle, Darwin e Schopenhauer sempre encabeçadas por Liévin. Contudo é a história de Anna que ganha destaque, em parte, pela coragem da vaidosa heroína em colocar a felicidade à frente de obrigações sociais.

 O livro é incrível. Os leitores pacientes se depararão com uma forma de escrita que te faz adentrar não somente na relações, mas perceber as nuances dos personagens por meio de simples gestos visuais, como um olhar.

 Para dar conta de toda essa complexidade, o diretor Joe Wright chamou nomes conhecidos do cinema. Veja abaixo a lista dos atores que interpretam os personagens principais.

personagens-Anna-Karenina

And the Oscar goes to…

 Como todo bom filme de época, o figurino é parte fundamental pois ajuda a dar credibilidade às cenas e transportar o espectador para outro tempo. Em Anna Keriênina, a responsável pelo figurino foi Jacqueline Durran que caprichou e já teve seu trabalho reconhecido quando o filme foi indicado ao Oscar 2013 pelo figurino. Além do talento da designer, com certeza os 2 milhões em joias da joalheria Channel também ajudaram.

 O figurino foi tão bem aceito que ganhou até uma exposição só para ele. Quem estiver em Londres, pode conferir a mostra do figurino do filme até o dia 04 de abril.

anna karenina - exposição

 

Críticas

 Apesar de já ter estreado em Londres e Nova Iorque em 2012, a adaptação chega à maioria dos cinemas do mundo neste mês e já levanta diferentes opiniões entre os críticos. Alguns deles, como o jornalista Ben Heineman, é assertivo em sua crítica “Read the book, skip the movie” (Leia o livro, pule o filme, em tradução livre) assim como o artigo do site português Publico que afirma que os russos ficaram irritados com a versão do filme.  No site Gazeta Russa você poderá ver boas críticas ao filme e também conhecer um pouca da histórias das versões para o cinema que já foram feitas do livro.

 Para nós, resta esperar até o dia 15 de fevereiro, data que o filme estreia no Brasil e para tirar as próprias conclusões.  Mas desde já, como leitor recente da obra, posso afirmar que é impossível recriar todas sutilezas narradas no livro, mas a essência é, ao contrário, passível dessa recriação.

 

“Apaixonado pela profissão que escolheu, o jornalista Vinícius Lacerda trabalha como produtor cultural e acha que a literatura e o cinema são, além de entretenimento, um prazeroso meio de autoconhecimento.”

3 Respostas para “Cinema: Anna Karenina”

  1. Fernanda

    Onde posso assistir esse filme em BH?

  2. Oscar e futebol « Ameixa Japonesa

    [...] Infelizmente não cheguei até o final da jornada e assisti apenas a alguns: Argo, Les Miserables, Anna Karenina, DJango, Lincoln, The Impossible, Moonrise Kingdom, No e [...]

  3. Oscar e futebol | Fast Fashion Blogs

    [...] Infelizmente não cheguei até o final da jornada e assisti apenas a alguns: Argo, Les Miserables, Anna Karenina, DJango, Lincoln, The Impossible, Moonrise Kingdom, No e [...]

Deixar uma Resposta