baianas

Olha, nem dizer ao certo quando comecei a frequentar o Baianas do Acarajé, na Savassi. Sei que era do tempo que o lugar era apenas uma portinha com algumas mesas, cerveja geladíssima, e os melhores petiscos baianos em BH. 

A combinação de sucesso: gastronomia + atendimento + cerveja gelada faz das Baianas  o principal ponto de encontro de todas as tribos que habitam a Savassi. Sabe aquele ditado, “todos os caminhos levam a Roma”? Então, aqui em BH, todos os caminhos levam às Baianas. É tiro e queda, todos se cruzam por ali.

Uma vez nas Baianas MegaStore, jeito carinhoso que chamo o estabelecimento, depois da ampliação dos negócios, é de lei pedirmos um acarajé de camarão seco ou fresco, servidos do jeito tradicional ou no prato, casquinha de siri e uma porção de peixe à dorê. Mas,  a cozinha oferece também  pratos para almoço ou jantar. Nesse caso, o meu predileto é a moqueca de camarão.

Captura de tela 2013-05-21 às 13.01.37

Por mais que BH esteja pipocando de barzinhos e butecos dos mais diversos gostos, as Baianas ainda é o meu cantinho predileto na Savassi para tomar uma cerveja e jogar conversa fora. Tento, juro, ir fofocar em outras freguesias, mas no final sempre penso: “se fosse nas Baianas estaria muito mais animado”.

Continuando nessa malemolência nagô segue uma receitinha simples de moqueca para começar apimentando essa semana. Uma dica: Quando for para cozinhar preparar esse pecado, faça um set list bem baiano, bote o seu melhor branco e que Oxalá nos proteja. Axé!

Moqueca de Camarão (para 04 pessoas)

Ingredientes

1 xícara de camarões pequenos (limpos)

1 xícara de camarões médios (limpos e sem o rabo)

08 camarões VGs ( limpos e com o rabo)

200 ml de dendê

1 L e ½ de leite de coco

02 dentes de alho

1 ½ cebola picadinha

04 tomates picados em cubos pequenos (sem a pele)

Quanto basta de coentro fresco

02 pimentas dedo de moça (picadinhas)

Sal

Suco de 2 limões.

Modo de Preparo

Tempere todos os camarões com sal e limão e reserve. Em uma panela despeje o dendê e refogue a cebola, o alho e a pimenta dedo de moça. Em seguida coloque os camarões pequenos e médios. Deixe cozinhar por 05 minutos. Coloque os tomates picados. Em seguida coloque o leite de coco e deixe cozinhar por mais alguns minutos. Acerta o sal e a pimenta. Desligue o fogo e coloque o coentro picado.

Em uma frigideira com dendê bem quente, coloque os camarões VGs por 05 minutos (até dourarem). Reserve.

Sirva a moqueca com arroz com castanhas. Enfeite cada prato com dois camarões VGs.

moqueca 1

 

.

.

.

Pierre Menezes é chef de cozinha, jornalista e todas as terças está no Ameixa falando de Gastronomia.

 

 

2 Respostas para “Gastrô: Baianidade Belô”

  1. Marilia

    Amo o acarajé da Baiana, mas sinto falta do meu amado caruru!

  2. Aline

    Como baiana e frequentadora assídua, sou suspeitíssima para falar. A sugestão está mais do que aprovada..

Deixar uma Resposta