emmy2017

Não teve pra ninguém! A 69ª edição do Emmy Awards que premiou na noite de ontem os melhores da TV foi reinado pelas mulheres. Todas as principais categorias vencedoras tinham uma característica em comum: as historias eram sobre elas e as melhores atuações foram delas. Em tempos hipócritas e sombrios, tais vitórias são como uma luz para uma democrática discussão sobre o papel feminino na sociedade e porque tantos não entendem e não “querem” isso.

A safra de concorrentes foi uma das mais fortes dos últimos Emmy’s o que fez a banca de apostas explodir nos últimos dias. Big Little Lies, Handmaid’s Tale, VEEP e Black Mirror – San Junipero foram as grandes vitoriosas da noite nas principais categorias: melhor minissérie, série drama, série comédia e telefilme, respectivamente. E tendo o universo feminino como espinha dorsal de toda a narrativa.

biglittleliesO drama da HBO, Big Little Lies, baseado no livro homônimo de Liane Moriarty, foi a grande consagração da noite. A história sobre os dramas de mulheres de uma cidade envolvidas em um assassinato prendeu a atenção do público em seus sete episódios. Mas BLL era mais do que uma história de quem matou e quem morreu. A violência doméstica, o papel da mulher em uma sociedade machista, a forma de lidar com o sexo, filhos, casamento foram os temas que chamaram a atenção para essa história. Além do principal prêmio da noite, Big Little Lies ainda premiou Nicole Kidman como melhor atriz, Laura Dern, melhor atriz coadjuvante e Alexander Skarsgard, melhor ator coadjuvante.

handmaidestaleOutra obra aclamada pela crítica e pelo público, The Handmaid’s Tale, também baseada no livro de Margaret Atwood, também consagrou Elisabeth Moss como melhor atriz de série drama, Ann Dowd melhor atriz coadjuvante e Alexis Bledel melhor atriz convidada. A história de um mundo distópico onde as mulheres perdem seus valores na sociedade e se tornam meras procriadoras de outras famílias e, um país governado por leis oriundas de uma religião extremista fez o público pensar que talvez esse mundo não esteja tão distante, como um dia chegamos a imaginar.

veepA comédia VEEP já conhecida e queridinha do grande público. Julia Louis-Dreyfus já é veterana como vencedora de prêmios e dessa vez não foi diferente. E mesmo sendo uma comédia com um humor bem peculiar, VEEP consegue tratar de assuntos atuais e totalmente relevantes. São vários episódios que trazem uma mensagem sobre  tempo estranho que estamos vivendo e como a sociedade, cega, está lidando com diversos assuntos.

san-juniperoPara nós do Ameixa, a grande surpresa da noite foi a vitória de San Junipero, um episódio de Black Mirror que entrou na categoria telefilme por estar entre as normas da disputa. Sabemos que as histórias de Black Mirror são densas, pesadíssimas e sem muitas esperanças a cerca do futuro que nos espera. Porém, San Junipero foge dessa “regra” e nos apresenta uma história de amor, que a principio pode ser como outra qualquer, mas que, com a as novas tecnologias pode se estender ainda mais, pode-se também machucar muito mais.

Como se não bastasse tudo isso, ainda estavam no páreo atrizes consagradíssimas e que fazem valer cada minuto ganho em frente à TV para apreciarmos seus trabalhos. Estamos falando de Jessica Lange, Susan Sarandon, Viola Davis, Claire Foy, Evan Rachel Wood, Robin Wright, Carrie Coon, Felicity Hoffman, Reese Whiterspoon,  Judy Davis, Jackie Hoffman e Michelle Pfeiffer. Um conselho: assista as suas series, minisséries e filmes para a TV e não as provoque!

Deixar uma Resposta