Depois-Daquela-Montanha-Divulgacao

Quando você fica sabendo que o filme é de tragédia com pessoas presas, perdidas ou em apuros em lugares extremos já dá uma canseira na alma. Vontade de ver um filme de 2h assim é mais difícil ainda. Mas isto não acontece em DEPOIS DAQUELA MONTANHA, pode ficar tranquilo.

 

Baseado no best-seller de 2010, escrito por Charles Martin, o filme ganha poder com Kate Winslet (Alex) e Idris Elba (Ben) nos papéis principais e direção de Hany Abu-Assad. Eles contam a história de duas pessoas que nunca se viram, se encontram no aeroporto e se vêem na necessidade de fretar um avião para o mesmo destino para cumprir seus compromissos após o cancelamento do seus vôos. O piloto sofre um ataque cardíaco e o avião cai em meio a montanhas e neves. O desafio é tentar sobreviver em meio a tantas adversidades e voltarem às suas vidas normais.

 

Os protagonistas mostram firmeza e autenticidade em suas interpretações. São eles os os pontos altos do filme. Eles fazem a história crescer. A dosagem de suas interpretações diminui a responsabilidade de ter uma história centrada apenas em dois personagens. Kate vem de uma sequência bem interessante de filmes. Neles ela tem se destacado e entrado em gêneros diferentes. Falando nela, reparem o tanto que ela está parecida com a Madonna. Seria semelhança mesmo? Ou mesmo cirurgião? Ou mesmos cosméticos? (segundo filme que ela me chama atenção pelo mesmo motivo)

 

A direção é bem certeira ao mesclar imagens lindas das geleiras, com o drama da situação e momentos passados de cada personagem. Isto deixa o filme com um ritmo mais agradável. Mesmo o diretor não sendo tão conhecido e experiente em Hollywood, ele conseguiu fazer um filme digno de vários superlativos. Um drama de encher os olhos, literalmente.

 

É um super filme, ágil, envolvente e muito bem costurado. Não há cenas sobrando ou que são cansativas, como acontecem com Náufrago e O Regresso. Vale o ingresso para conhecer esta história.

 

 

Deixar uma Resposta