Fim da espera. Saiu o line-up completo do Festival Planeta Brasil 2018, no dia 27/01/2018 no Mineirão em Belo Horizonte.

São eles: Phoenix, O Rappa, Soja, Vintage Culture, Anavitória, 1kilo, Gabriel, o Pensador (25 anos de carreira), Mayer Hawthorner, The Beautiful Girls, Zimun,  Graveola e O Lixo Polifônico, DV Tribo, Orquestra Atípica de Lhamas, Quarto Amado & Mais Dub Por Favor.

E mais, garantindo um diferencial no festival, a 7ª edição promove encontros inusitados como: Criolo e Mano Brow, Gabriel Elias e Mariana Nolasco, Oriente e Iza, Maneva e Tati Portella, Lagum e Gabriel Gonti.

Na arena eletrônica terá Cat Dealers, Chapeleiro, Ftampa, Devochka,  Manima, KVSH, Dirty Loud, Lothief, Ricci, Guido.

Vai perder?

Serviço:
7ª edição Festival Planeta Brasil – Belo Horizonte / MG;
Dia 27 de janeiro, Esplanada do Mineirão (Portão Sul);
5 palcos, +30 atrações nacionais e internacionais, 40 mil m², Food Market;
Vendas 1º lote – 16/11
Ingressos a partir de R$120
www.sympla.com/planetabrasil
Espaços:
- Pista
Acesso ao evento / Acesso aos palcos do evento / Classificação 16 anos;
- Pista Premium Open Bar
Cerveja, Vodka, Água, Refri, Suco e Citrus / Acesso à frente de palco nos Palcos Norte, Sul e HowDeep Stage / Entrada permitida apenas para maiores de 18 anos;
- Camarote Land Spirit Open Bar Premium
Whisky, Gin, Vodka Premium, Cerveja, Refri, Citrus, Suco, Água / Palco Exclusivo no Camarote / Pocket Show e Djs surpresa nos intervalos dos shows/ Espaço Exclusivo no Palco Norte e Palco Sul / Área Coberta / Entrada diferenciada / Lounges exclusivos / Acesso à pista / Classificação 18 anos.

Planeta-Brasil-2018-divulgacao


Gosto-Se-Discute-Divulgacao
O cinema brasileiro está em alta. Seja no nosso país, seja no exterior. A comédia nacional é uma das grandes responsáveis por atrair os brasileiros para o cinema na atualidade. É notória a mudança na comédia atual. Esta reciclada tem levantado a moral do gênero em todos os meios de comunicação.
Dia 09/11 estreia a comédia “Gosto Se Discute?”, com roteiro e direção de André Pellenz (Minha Mãe É Uma Peça), e, no elenco principal Kéfera Buchmann e Cássio Gabus Mendes. Paulo Miklos, Gabriel Godoy, Robson Nunes encabeçam o grande elenco.
A atriz e youtuber Kéfera (uma das principais youtubers que arrasta em suas aventuras milhões de fãs e admiradores) interpreta a personagem Cristina. A personagem tem a missão de gerir um restaurante juntamente com Augusto (Cássio Gabus) que está com seus dias contados como dono do empreendimento devido à pouca clientela.
O filme acerta ao misturar drama e um conteúdo de sequências e imagens de gastronomia. Palmas para a direção e edição do filme. Em contrapartida, o filme lida com um roteiro muito fraco. Previsível, o roteiro peca por apresentar uma comédia boba, imperceptível e com baixa intensidade. Somos salvos pelo drama.
Cássio Gabus é o grande destaque do filme. No entanto, a Kéfera se mostrou mais madura e preparada nesta obra em relação aos seus outros filmes. Motivo pelo qual ela alcança o título de destaque. As melhores partes da comédia ficaram a cargo dos atores coadjuvantes. Todos usaram perfeitamente o espaço que lhes foi dado. Dali saem os melhores momentos cômicos.
Então, não deixem de conferir nos cinemas o filme “Gosto se Discute?” Vale a pena. E como a Kéfera nos disse: vamos valorizar o cinema brasileiro.
Kéfera bateu um papo conosco. Falou de um assunto que devemos discutir.

Depois-Daquela-Montanha-Divulgacao

Quando você fica sabendo que o filme é de tragédia com pessoas presas, perdidas ou em apuros em lugares extremos já dá uma canseira na alma. Vontade de ver um filme de 2h assim é mais difícil ainda. Mas isto não acontece em DEPOIS DAQUELA MONTANHA, pode ficar tranquilo.

 

Baseado no best-seller de 2010, escrito por Charles Martin, o filme ganha poder com Kate Winslet (Alex) e Idris Elba (Ben) nos papéis principais e direção de Hany Abu-Assad. Eles contam a história de duas pessoas que nunca se viram, se encontram no aeroporto e se vêem na necessidade de fretar um avião para o mesmo destino para cumprir seus compromissos após o cancelamento do seus vôos. O piloto sofre um ataque cardíaco e o avião cai em meio a montanhas e neves. O desafio é tentar sobreviver em meio a tantas adversidades e voltarem às suas vidas normais.

 

Os protagonistas mostram firmeza e autenticidade em suas interpretações. São eles os os pontos altos do filme. Eles fazem a história crescer. A dosagem de suas interpretações diminui a responsabilidade de ter uma história centrada apenas em dois personagens. Kate vem de uma sequência bem interessante de filmes. Neles ela tem se destacado e entrado em gêneros diferentes. Falando nela, reparem o tanto que ela está parecida com a Madonna. Seria semelhança mesmo? Ou mesmo cirurgião? Ou mesmos cosméticos? (segundo filme que ela me chama atenção pelo mesmo motivo)

 

A direção é bem certeira ao mesclar imagens lindas das geleiras, com o drama da situação e momentos passados de cada personagem. Isto deixa o filme com um ritmo mais agradável. Mesmo o diretor não sendo tão conhecido e experiente em Hollywood, ele conseguiu fazer um filme digno de vários superlativos. Um drama de encher os olhos, literalmente.

 

É um super filme, ágil, envolvente e muito bem costurado. Não há cenas sobrando ou que são cansativas, como acontecem com Náufrago e O Regresso. Vale o ingresso para conhecer esta história.

 

 


É feriado, é fim de semana, é hora de saber os lançamentos musicais da semana.

divulgação-miltonnascimento-tiagoiorc-Maisbonitonaoha

MAIS BONITO NÃO HÁ – MILTON NASCIMENTO E TIAGO IORC - Chegou o grande dia de ouvirmos esta parceria inesperada, porém belissíma. Esta grata parceria é para preencher os ouvidos com uma das vozes masculinas mais belas da música brasileira, do Milton Nascimento, somada à voz revelação do Tiago Iorc. Teremos oportunidade de ouvi-los ao vivo em BH no dia 03 de Dezembro no anfiteatro do Mineirão. Temos mais informações.

 

divulgação-beck-colors

COLORS – BECK - O cantor que tirou um dos principais Grammy’s da Beyoncé, está com um álbum novo. É a prova que Beck quando vai lançar um álbum não brinca em serviço.

ESCUTE: I’m So Free; Colors; Dreams.

 

divulgação-st.vincent-masseduction

MASSEDUCTION – ST. VINCENT - A cantora americana St. Vincent está de álbum novo. Aclamada por boas misturas de estilos musicais, e por ser multi-instrumentista, St.Vincent lança seu novo trabalho com músicas mais dançantes, letras mais divertidas e menos rock. Contém também grandiosas baladas.

ESCUTE: Masseduction; Hang On Me; Slow Disco; Pills.

 

divulgação-p!nk-pink-beautiful-trauma

BEAUTIFUL TRAUMA – P!NK - Depois de uma excelente fase musical com o álbum anterior, The Truth About Love, muitas vezes premiado e querido por críticos, P!ink quer manter-se na crista da onda. O álbum está mais politizado, mostrando todo o seu potencial vocal maravilhoso (sem gritar demais como no álbum anterior), não muito pop para festinhas e cercado de boas baladas,

ESCUTE: Where We Go, For Now, What About Us.

 

ESCUTE TAMBÉM: Is That For Me – Alesso e Anitta; Mano Que Zuera – João Bosco; Up To Something – Naaz; Captei Você – Garotas Suecas;

 


Foto – Fabiola Volponi

Fivo (Felipe Volponi) é um artista plástico de Belo Horizonte que está com uma belíssima exposição de pinturas e instalações chamada JARDINS, na Casa do Baile, na Pampulha, até o dia 21 de outubro, com entrada gratuita. Ele é o artista destaque da atualidade na cena artística da capital mineira. Atencioso, acessível e bem-humorado, Fivo recebeu na Casa do Baile a Ameixa Japonesa para um papo descontraído no qual ele contou sobre sua arte, carreira e exposição. É só chegar e descobrir mais sobre o Fivo e seus Jardins.

ACEITAÇÃO DO PÚBLICO

Passaram mais de 900 pessoas na Casa Do Baile para ver a exposição Jardins. “O feedback está bem positivo”, disse Fivo extremamente contente.

Famosos também têm se encantado pela arte do Fivo, como Bethy Lagardère (socialite e ex-modelo de sucesso),  Olivier Anquier (chef de cozinha e apresentador de tv), Pedro Andrade (apresentador de TV no Brasil e nos Estados Unidos), Déa Lúcia Amaral (mãe do ator Paulo Gustavo) e muitos outros.

COMO TUDO COMEÇOU

A arte na vida do Fivo começo quando criança. Ele foi ator de musical, fez comerciais de TV e já teve banda de rock. Nesta fase ele arriscava alguns desenhos. No entanto, era apenas um hobby. Virou profissão quando notou que as pessoas estavam interessadas e notando algo de diferente no que ele fazia. Fez faculdade de Design de Interiores, idealizava sua profissão nos Campanas, irmãos reconhecidos mundialmente por seus design-art em móveis. Seus sonhos tomaram outros rumos.

INSPIRAÇÕES

Todas suas inspirações afloram em torno de suas emoções. A principal inspiração do Fivo é a sua avó, Julia Volponi, que sempre esteve envolvida com arte, tocando piano e pintando. Emocionado, Fivo contou que sua avó desenvolveu câncer. Para retribuir os cuidados que sua avó sempre teve com ele, largou os estudos e o estágio para dedicar-se a ela, por 7 meses. Neste período, em meio a noites e dias sem dormir, ele começou a pintar. Isto aconteceu de forma natural e o incentivou a estudar sobre a arte. Fivo é um artista nato e autodidata. Identificou neste período os artistas, obras e traços que mais o interessavam. Começou a estudá-los e a experimentar seus próprios traços. Fivo pintou uma Vênus ao seu modo. Da Vênus surgiu a sua assinatura. Usou recortes e estampas na sua tela. As estampas pintadas são inspiradas nas vezes em que via sua avó costurando. Ali sentiu que tinha jeito para a pintura. Dos grandes artistas, suas inspirações e admirações vêm de Cândido Portinari e Yara Tupinambá.

COMO O FIVO DEFINE SUA ARTE

“Eu não sei. Eu não acho que minha arte deva ser rotulada”, disse o Fivo. Uma característica que prova isto é a falta de data em suas obras. Se as pessoas definirem suas obras como Pop Art ou qualquer outra definição, ele aceita. O que ele mais preza e afirma como uma  definição de sua arte é a identificação da pessoa com sua arte. É a pessoa ver a sua obra e se identificar naquele contexto, naqueles traços, naquelas histórias pintadas.

Fivo escolhe a pintura como a melhor forma de arte para se definir.

EXPOSIÇÃO JARDINS

divulgacao-jardins-fivo

JARDINS é a terceira exposição do artista Fivo. A atual exposição é composta por pinturas de jardins que ele vivenciou das pessoas que já passaram por sua vida. São telas inspiradas no jardim da avó, das tias, da professora, de amigos e até mesmo um inspirado em Star wars, jardim que ele idealizou e no qual gostaria de ter estado. São 10 jardins em 10 telas, 2 réplicas de telas do seu próprio trabalho, que foram vendidas mas se fazem necessárias para completar a exposição, e uma instalação. A instalação constitui-se de várias esculturas pequenas que formam um jardim.

É notório nos trabalhos da exposição o uso da cor prata nos contornos de cada elemento retratado. Fivo contou que é um fio de emoção, que é a retratação da sua memória, que leva aquilo para o surreal, como uma ideia, como a alma da lembrança.

A escolha da Casa do Baile para expor suas obras deveu-se à estreita relação dos Jardins com o visual da Lagoa da Pampulha e com o próprio jardim do espaço. Ainda, Fivo privilegia uma opção de se ver arte fora dos nichos Centro e Savassi.

PREFERIDAS PELO FIVO

Sem pensar muito, Fivo escolhe a tela “Jardim de Lino e Noca”, seus bisavós, como preferida. Ele não a considera a mais bonita, mas a considera muito especial. Motivo pelo qual é a única que ele não venderá. Ele escolheu a tela “Jardim de Ione” como a obra que melhor expressa o seu trabalho.

 

PRÓXIMA EXPOSIÇÃO EM 2018

Intitulada como “Erat Olim”, que significa “era uma vez” em latim, Fivo mostrará o universo dos contos de fadas. Fivo promete uma exposição interativa. Além de ver as obras, as pessoas poderão tocar e até mesmo conversar com algumas delas. A exposição “Erat Olim” ainda não tem data definida, mas Fivo afirma que está trabalhando no novo projeto e que em 2018 todos poderão desfrutá-lo.

Seus trabalhos estão à venda e caso a pessoa se identifique com uma pintura e queira comprá-la, basta entrar em contato com o próprio Fivo nas suas redes sociais, e buscar o trabalho ao final da exposição.

SERVIÇO:

Exposição Jardins

Até dia 21 de outubro

Artista: Fivo

Contato do Fivo: perfil do instagram @fivolponi

Onde: Casa do Baile

Endereço: Av. Otacílio Negrão de Lima, 751 – Pampulha, Belo Horizonte

Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 18h.

ENTRADA GRATUITA