Foto – Fabiola Volponi

Fivo (Felipe Volponi) é um artista plástico de Belo Horizonte que está com uma belíssima exposição de pinturas e instalações chamada JARDINS, na Casa do Baile, na Pampulha, até o dia 21 de outubro, com entrada gratuita. Ele é o artista destaque da atualidade na cena artística da capital mineira. Atencioso, acessível e bem-humorado, Fivo recebeu na Casa do Baile a Ameixa Japonesa para um papo descontraído no qual ele contou sobre sua arte, carreira e exposição. É só chegar e descobrir mais sobre o Fivo e seus Jardins.

ACEITAÇÃO DO PÚBLICO

Passaram mais de 900 pessoas na Casa Do Baile para ver a exposição Jardins. “O feedback está bem positivo”, disse Fivo extremamente contente.

Famosos também têm se encantado pela arte do Fivo, como Bethy Lagardère (socialite e ex-modelo de sucesso),  Olivier Anquier (chef de cozinha e apresentador de tv), Pedro Andrade (apresentador de TV no Brasil e nos Estados Unidos), Déa Lúcia Amaral (mãe do ator Paulo Gustavo) e muitos outros.

COMO TUDO COMEÇOU

A arte na vida do Fivo começo quando criança. Ele foi ator de musical, fez comerciais de TV e já teve banda de rock. Nesta fase ele arriscava alguns desenhos. No entanto, era apenas um hobby. Virou profissão quando notou que as pessoas estavam interessadas e notando algo de diferente no que ele fazia. Fez faculdade de Design de Interiores, idealizava sua profissão nos Campanas, irmãos reconhecidos mundialmente por seus design-art em móveis. Seus sonhos tomaram outros rumos.

INSPIRAÇÕES

Todas suas inspirações afloram em torno de suas emoções. A principal inspiração do Fivo é a sua avó, Julia Volponi, que sempre esteve envolvida com arte, tocando piano e pintando. Emocionado, Fivo contou que sua avó desenvolveu câncer. Para retribuir os cuidados que sua avó sempre teve com ele, largou os estudos e o estágio para dedicar-se a ela, por 7 meses. Neste período, em meio a noites e dias sem dormir, ele começou a pintar. Isto aconteceu de forma natural e o incentivou a estudar sobre a arte. Fivo é um artista nato e autodidata. Identificou neste período os artistas, obras e traços que mais o interessavam. Começou a estudá-los e a experimentar seus próprios traços. Fivo pintou uma Vênus ao seu modo. Da Vênus surgiu a sua assinatura. Usou recortes e estampas na sua tela. As estampas pintadas são inspiradas nas vezes em que via sua avó costurando. Ali sentiu que tinha jeito para a pintura. Dos grandes artistas, suas inspirações e admirações vêm de Cândido Portinari e Yara Tupinambá.

COMO O FIVO DEFINE SUA ARTE

“Eu não sei. Eu não acho que minha arte deva ser rotulada”, disse o Fivo. Uma característica que prova isto é a falta de data em suas obras. Se as pessoas definirem suas obras como Pop Art ou qualquer outra definição, ele aceita. O que ele mais preza e afirma como uma  definição de sua arte é a identificação da pessoa com sua arte. É a pessoa ver a sua obra e se identificar naquele contexto, naqueles traços, naquelas histórias pintadas.

Fivo escolhe a pintura como a melhor forma de arte para se definir.

EXPOSIÇÃO JARDINS

divulgacao-jardins-fivo

JARDINS é a terceira exposição do artista Fivo. A atual exposição é composta por pinturas de jardins que ele vivenciou das pessoas que já passaram por sua vida. São telas inspiradas no jardim da avó, das tias, da professora, de amigos e até mesmo um inspirado em Star wars, jardim que ele idealizou e no qual gostaria de ter estado. São 10 jardins em 10 telas, 2 réplicas de telas do seu próprio trabalho, que foram vendidas mas se fazem necessárias para completar a exposição, e uma instalação. A instalação constitui-se de várias esculturas pequenas que formam um jardim.

É notório nos trabalhos da exposição o uso da cor prata nos contornos de cada elemento retratado. Fivo contou que é um fio de emoção, que é a retratação da sua memória, que leva aquilo para o surreal, como uma ideia, como a alma da lembrança.

A escolha da Casa do Baile para expor suas obras deveu-se à estreita relação dos Jardins com o visual da Lagoa da Pampulha e com o próprio jardim do espaço. Ainda, Fivo privilegia uma opção de se ver arte fora dos nichos Centro e Savassi.

PREFERIDAS PELO FIVO

Sem pensar muito, Fivo escolhe a tela “Jardim de Lino e Noca”, seus bisavós, como preferida. Ele não a considera a mais bonita, mas a considera muito especial. Motivo pelo qual é a única que ele não venderá. Ele escolheu a tela “Jardim de Ione” como a obra que melhor expressa o seu trabalho.

 

PRÓXIMA EXPOSIÇÃO EM 2018

Intitulada como “Erat Olim”, que significa “era uma vez” em latim, Fivo mostrará o universo dos contos de fadas. Fivo promete uma exposição interativa. Além de ver as obras, as pessoas poderão tocar e até mesmo conversar com algumas delas. A exposição “Erat Olim” ainda não tem data definida, mas Fivo afirma que está trabalhando no novo projeto e que em 2018 todos poderão desfrutá-lo.

Seus trabalhos estão à venda e caso a pessoa se identifique com uma pintura e queira comprá-la, basta entrar em contato com o próprio Fivo nas suas redes sociais, e buscar o trabalho ao final da exposição.

SERVIÇO:

Exposição Jardins

Até dia 21 de outubro

Artista: Fivo

Contato do Fivo: perfil do instagram @fivolponi

Onde: Casa do Baile

Endereço: Av. Otacílio Negrão de Lima, 751 – Pampulha, Belo Horizonte

Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 18h.

ENTRADA GRATUITA


trainspotting-2-cinema-ameixa-recomenda

Estreia hoje (23.03) T2 Trainspotting, a tão esperada sequência de Trainspotting – Sem Limites (1996), inspirada no livro “Porno”, de Irvine Welsh. E o diretor Danny Boyle trouxe de volta `as telonas os amigos Renton, Sick Boy, Spud e Begbie vinte anos depois de maneira genial: os mesmos atores vivendo seus personagens de vinte anos atrás trazendo respostas para quem assistiu o primeiro filme. Os questionamentos que afligem Renton sobre o futuro e suas voltas `as lembranças do passado também podem trazer recordações para quem assiste o filme. Vale cada minuto no cinema, como fã do primeiro filme, e uma saudosista dos anos 90, AMEI T2 Trainspotting. Recomendo!

choose-life

choose-your-future

Sinopse

Renton (Ewan McGregor) retorna à cidade natal depois de vinte anos de ausência. Hoje, ele é um homem novo, com um emprego fixo e livre das drogas. Os amigos não tiveram a mesma sorte: Sick Boy (Jonny Lee Miller) comanda um comércio fracassado, Spud (Ewen Bremner) continua dependente de heroína e Begbie (Robert Carlyle) está na prisão. Aos poucos, Renton revela que sua realidade não é tão positiva quanto ele mostrava, e volta a praticar os crimes de antigamente. Assista o trailer!

E se você não assistiu o primeiro filme ou quer relembrar Trainspotting antes de ir ao cinema, a dica é correr no Netflix!


3-festa-francofonia

Todos os sabores da cultura francófona envolvem Belo Horizonte até o dia 1° de abril com a 3ª Festa da Francofonia, que oferece uma programação gratuita reunindo música, gastronomia, literatura, esportes, artesanato, cinema e palestras sobre o tema em diversos espaços da cidade. O evento é realizado pela Aliança Francesa, Embaixada da França no Brasil e Wallonie Bruxelles International.

A Festa da Francofonia tem o objetivo de celebrar a diversidade da cultura e a riqueza da língua francófona. Ao longo da semana, entre 20 e 24 de março, diversas atividades acontecem na cidade: ateliê de confecção de pães e doces franceses e palestra sobre a escola Le Cordon Bleu, que em breve abrirá uma filial na cidade. A mostra de cinema francófono, com foco na Bélgica, apresentará filmes como Pas son genre, Seráphine Terre Battue (Bélgica) no MIS Cine Santa Teresa, concurso La Plume D’Or e os restaurantes Alma Chef e Au Bon Vivant participam do Gout de France, com pratos desenvolvidos exclusivamente para o festival.

Nos dias 25 e 26 de março, uma intensa programação inclui um evento literário, com Sylvie Massicotte; atelier de confecção de pães e doces franceses; exibição dos filmes Le Tableau e Couleur de Peau: Miel (Bélgica); a noite francófona conta com apresentações da banda “HK et les Saltimbanks” – uma banda vibrante e popular do norte da França que mistura blues, chaâbi, reggae, com letras engajadas sobre desigualdades sociais – e DJ Tritek no Parque Municipal e um piquenique no Parque Ageo Pio, no Buritis, encerra o domingo.

A última semana da festa, de 27 de março a 1° de abril, se concentra no MIS Cine Santa Teresa com a Mostra de Cinema Francófono, que terá exibição gratuita dos longas Le Havre, Gadjo Dilo e Suzanne. O enceramento é uma homenagem ao 110º aniversário de Hergé, o criador belgo da série “Les aventures de Tintin” (As aventuras de Tintim), com uma maratona das 3 longas metragens de animação, pela primeira vez reunidos no Brasil: L’Affaire Tournesol, Tintin et le Temple du Soleil e Le Lac aux Requins.

PROGRAMAÇÃO:
Toda a programação tem entrada gratuita

SEGUNDA-FEIRA, 20 MARÇO
DIA INTERNACIONAL DA FRANCOFONIA
18h30 – ATELIÊ DE CONFECÇÃO DE PÃO E DOCERIAS FRANCESES
Aliança Francesa Belo Horizonte

TERÇA-FEIRA, 21 MARÇO
18h30 – PALESTRA LE CORDON BLEU
Aliança Francesa Belo Horizonte
19h00 – GOÛT DE FRANCE/Good France
Au Bon Vivant & Alma Chef

QUARTA-FEIRA 22 MARÇO
19h30 – MOSTRA DE CINEMA FRANCÓFONO FOCUS BÉLGICA: PAS SON GENRE
MIS Cine Santa Tereza com Coquetel de abertura às 18h

QUINTA-FEIRA, 23 MARÇO
18h30 – ATELIÊ DE CONFECÇÃO DE PÃO E DOCERIAS FRANCESES
Aliança Francesa Belo Horizonte
18h30 – CONCURSO LA PLUME D’OR
Aliança Francesa Belo Horizonte
19h30 – MOSTRA DE CINEMA FRANCÓFONO FOCUS BÉLGICA: SÉRAPHINE
MIS Cine Santa Tereza

SEXTA-FEIRA, 24 MARÇO
19h30 – MOSTRA DE CINEMA FRANCÓFONO FOCUS BÉLGICA: TERRE BATTUE
MIS Cine Santa Tereza

SÁBADO, 25 MARÇO
12h – RENDEZ-VOUS LITTÉRAIRE COM Sylvie Massicotte
Aliança Francesa Belo Horizonte
13h30 – ATELIÊ DE CONFECÇÃO DE PÃO E DOCERIAS FRANCESES
Aliança Francesa Belo Horizonte
17h – MOSTRA DE CINEMA FRANCÓFONO FOCUS BÉLGICA: LE TABLEAU
MIS Cine Santa Tereza
18h – NUIT FRANCOPHONE: HK et Les Saltimbanks & Dj Tritek
Festival Nômade – Parque Municipal Américo Renné Giannetti
19h30 – MOSTRA DE CINEMA FRANCÓFONO FOCUS BÉLGICA: COULEUR DE PEAU: MIEL
MIS Cine Santa Tereza

DOMINGO, 26 MARÇO
14 – PIQUE-NIQUE PÉTANQUE
Parque Ageo Pio – Buritis – BH

QUARTA-FEIRA, 29 MARÇO
19h30 MOSTRA DE CINEMA FRANCÓFONO – LE HAVRE
MIS Cine Santa Tereza

QUINTA-FEIRA, 30 de MARÇO
19h30 – MOSTRA DE CINEMA FRANCÓFONO GADJO DILO
MIS Cine Santa Tereza

SEXTA-FEIRA 31 de MARÇO
19h30 – MOSTRA DE CINEMA FRANCÓFONO FOCUS BÉLGICA: SUZANNE
MIS Cine Santa Tereza

SÁBADO, 1° ABRIL
MOSTRA DE CINEMA FRANCÓFONO FOCUS BÉLGICA: Maratona Tintin
110 aniversário de Hergé, criador de Tintim
16h30 – L’Affaire Tournesol
18h00 – Tintin et le Temple du Soleil
19h30 – Le Lac aux Requins
MIS Cine Santa Teresa

 

Informações:

Aliança Francesa de Belo Horizonte

Contatos: afbh@aliancafrancesabh.com.br / 31-3291-5187

aliancafrancesabh.com.br

facebook.com/aliancafrancesabh

 

Embaixada da França

Contatos: sec.scac@gmail.com/ 31-3224.9719

scacbh.wordpress.com

www.facebook.com/scacbh.cooperacao


festival-japao-em-minas

Desde 2012, Belo Horizonte é palco do Festival do Japão em Minas, o maior evento sobre a cultura japonesa do Estado, e que hoje integra o calendário oficial de eventos da cidade. O evento tem a proposta de divulgar a cultura japonesa e promover o intercâmbio social, cultural e econômico entre esses dois países. Durante três dias, haverá uma programação de palestras, apresentações de artes marciais, atividades culturais, concurso de cosplay, dentre outros. Além de oficinas de ikebana, pipamodelismo, mangá, oshiê e origami, o festival também contará com cursos de culinária no SenacMóvel.

A programação do SenacMóvel contempla cinco oficinas conduzidas pelo orientador de cursos de gastronomia do Senac Adair Candeiras. No dia 17, às 19h, a receita será Cogumelos Frescos no Óleo de Gergelim com Costelinha Marinada no Sakê. No dia 18, estão programados o preparo de Guyosa com Molho Taré, às 17h, e de Shoyo Lamen, às 19h. No último dia também serão preparadas duas receitas: Nitsuk (bovino cozido à japonesa) com Tofu, às 15h, e Tempura de Legumes e Frango e Dorayaki, às 17h. As inscrições para as oficinas serão realizadas no local, com uma hora de antecedência. As vagas são limitadas.

tempura-curso-festival-japao-em-minas

Programação do SenacMóvel

17 de fevereiro: 19h às 20h - Cogumelos Frescos no Óleo de Gergelim com Costelinha Marinada no Sakê

18 de fevereiro: 17h às 18h - Guyosa com Molho Taré

19h às 20h - Shoyo Lamen

19 de fevereiro: 15h às 16h – Nitsuk (bovino cozido à japonesa) com Tofu

17h às 18h - Tempura de Legumes e Frango e Dorayaki

 

Os ingressos para o Festival do Japão em Minas podem ser adquiridos no local, sendo R$ 16 a inteira e R$ 8 a meia-entrada para menores de 12 anos, estudantes e idosos. Informações sobre a ação do Senac nowww.mg.senac.br. Informações sobre o evento no www.festivaldojapaominas.com.br