Hoje vou mostrar pra vocês um novo mimo da MAC que eu estou amando!

photo

É  o corretivo laranja – o Studio Finish Skin Corrector em creme. Eu estou usando o Pure Orange, que é sensacional para amenizar as olheiras mais profundas (quando elas ficam mais roxeadas ou azuladas), antes de passar um corretivo mais levinho da cor certinha da pele. Também experimentei em manchinhas do rosto e amei! Eu gosto de aplicar com um pincel próprio para corretivo, umedecido com o FIX + Brume Fixante da MAC ou um primer sequinho. A dica é ter certeza de que ele foi bem espalhado! Depois é só passar uma camada do corretivo  e a base! O resultado é muito bom!

unnamed

Eu curti porque das opções  de corretivos coloridos, essa é a que mais uso e normalmente a gente só acha em paletas que custam uma grana! No site da MAC tem outras opções. E se como eu, você conhecer alguém que possa trazer dos EUA, ele sai por 13 doletas :) #ficaadica

Thaís Azze é jornalista apresentadora de TV e maquiadora profissional. Apaixonada por cultura e viciada em moda e beleza, garimpa dicas, técnicas e produtos beauty para te deixar por dentro das últimas tendências.

O Centro de Referência da Moda (CRModa) apresenta, a partir de amanhã (15.10), o 2º Ciclo Cinema e Moda, com uma série de palestras e sessões de cinema comentadas que buscam ampliar o olhar para o fenômeno da moda e suas articulações com a sétima arte.

 

tiffany

 

Confira a programação:

15 DE OUTUBRO – QUARTA-FEIRA

19h ­ “’Identidade de Nós Mesmos’, de Wim Wenders (1989) ­ Yohji Yamamoto e a visão oriental como ruptura na moda ocidental”, com Geanneti Tavares

A palestra tem como foco o processo criativo de um dos designers japoneses de maior repercussão, Yohji Yamamoto, sob o olhar do diretor Wim Wenders. O documentário abre caminho para o mestre em literatura, graduado em estilismo e Vestuário, Geanneti Tavares discorrer sobre a trajetória do japonismo desde fins do século XIX.

20h30 ­ “A Noite dos Desesperados ­ uma representação de Alexander McQueen”, com Márcia Mendonça

A atividade comandada pela jornalista e historiadora Márcia Mendonça procura estabelecer, a partir do contexto da Crise de 1929, a interface entre imagem e moda, relacionando o filme ‘A Noite dos Desesperados’, de Sydney Pollack, de 1969, ambientado na Depressão norte-americana, com a coleção de 2004, de Alexander McQueen, inspirada no filme de Pollack, vista enquanto campo de representação e discurso político.

16 DE OUTUBRO – QUINTA-FEIRA

19h ­ “Moda e ficção científica: utopias, distopias e (des)individualização”, com Marina Aguiar

A partir da relação entre individualidade e perda da identidade, a pós-graduada em Linguística Aplicada e analista em Desenho Instrucional, Marina Aguiar, abordará um pouco da influência da moda no processo da construção de ícones e mitos. A apresentação será focada nas imagens e comentários sobre os estilistas e figurinistas responsáveis, bem como sobre as implicações ideológicas subjacentes às cores, cortes, modelos, personagens e personalidades com a apresentação de trechos dos filmes que tiveram seus figurinos planejados por ícones da moda, grandes estilistas dentre eles Aelita (1924), de Yakov Protazanov, Metrópolis (1927) de Fritz Lang, Barbarella (1968) de Roger Vadim, Horizonte Perdido (1973) de Charles Jarrott, Blade Runner (1982) de Ridley Scott, O Quinto Elemento (1997) de Luc Besson, Acquaria (2003) de Flávia Moraes, Jogos Vorazes (2012) de Gary Ross, Jogos Vorazes ­ Em Chamas (2013) de Francis Lawrence, Teorema Zero (2013) de Terry Gilliam.

20h30 ­ “Bonequinha de luxo: o desejo de consumo de um produto icônico de moda e luxo”, com Andreia Salvan

A palestra de Andreia Salvan, pós-graduada em Design de gemas e joias, irá abordar o papel do desejo no consumo de produtos de luxo usando como exemplo o filme Bonequinha de Luxo, que mostra a relação da personagem com a vitrine da loja Tiffany. A reflexão serve como ponto de partida para o debate sobre o papel do cinema na construção da marca como ícone de luxo.

17 DE OUTUBRO – SEXTA-FEIRA

19h ­ “Star system e a moda”, com Bruno Castiglia

A partir da análise de uma série de filmes que fazem parte da história do cinema, o consultor em figurino Bruno Castiglia pretende analisar o sistema de estrelas, que é o método de criação, promoção e exploração de artistas por Hollywood. Castiglia fala desse sistema desde o início, até a sua vigência, estabelecendo relações entre ele e o universo das novelas brasileiras.

20h30 ­ “Design do Imaginário”, com Cibele Navarro

Mediados pela professora e especialista em figurino, Cibele Navarro, alunos do Curso Tecnológico em Design e Moda da UNIBH irão refletir e discorrer sobre o processo criativo no desenvolvimento da coleção “Design do Imaginário”, que aborda a relação entre moda e cinema através da criação de peças e roupas a partir de referências cinematográficas como: O Poderoso Chefão, Laranja Mecânica, Bonequinha de Luxo e Cinderela em Paris.

SERVIÇO:

2º Ciclo Cinema e Moda - De 15 a 17 de outubro, das 19h30 às 22h.

Centro Referência da Moda - Rua da Bahia, 1149, Centro.

Entrada Gratuita

Informações para o público: (31) 3277-9248


Quer saber o que rolou de melhor nos desfiles do Minas Trend? O Ameixa preparou um resumão para você ficar por dentro das tendências do próximo inverno!

Minas Trend Outono/Inverno - 2015

A Faven, neste Inverno 2015, traduziu sua essência “afeto, carinho e aconchego”nas tramas de tricô, na mistura de texturas, estampas, transparência e cores. A cartela começa em tons mais neutros, como nude, cinza, azul marinho e verde, passeia pelo laranja até chegar ao vermelho e o bordô.

A proposta da coleção da mineira Fabiana Milazzo foi a roupa como uma joia! Na passarela, muitos vestidos com modelagem super feminina e bordados maravilhosos. A cartela de cores foi inspirada em pedras preciosas: diamante, esmeralda, rubi e safira.

Alessa veio com proposta parecida, a estamparia da coleção se inspira no repertório clássico da joalheria rebuscada com exóticas joias em forma de coqueiros, barquinhos de papel, crucifixos do Santo Antônio, leopardos, amuletos, moedas antigas e preciosas. O preto & branco com ouro dourado veio acompanhado de tecidos fluídos que deram todo um charma à coleção

O inverno da Vivaz trouxe o glamour dos anos 70 para a passarela. Vestidos com shapes femininos e sensuais foram o destaque da coleção, com decotes “v” profundos, fendas e tecidos fluídos. Adorei!

 

Minas Trend Outono/Inverno - 2015

“The mountains are calling and I must go”, frase de John Muir foi a inspiração do inverno da Plural. As viagens do ambientalista e sua paixão pelas montanhas foram representadas pelos maiores picos nevados do mundo: Himalaia, Rochosas e Andes. Se me pedissem para resumir em uma só palavra a coleção: conforto.

Já o Inverno 2015 de Lucas Magalhães teve inspiração bem brasileira: a cultura e diversidade do nordeste. Luis Gonzaga, Lampião e Maria Bonita, mandacaru, cordéis, a xilografia e a obra de Ariano Suassuna foram os guias utilizados pelo estilista. O resultado foram as estampas lindas (destaque da coleção) e cores fortes acompanhadas de shapes super femininos. A cada desfile, gosto mais do trabalho do Lucas!

Estreando no Minas Trend, Alexandre Herchcovitch apresentou parte da sua coleção prêt-à-porter que será desfilada no SPFW. O preto, que é uma marca do estilista, predominou a coleção. Mas a cartela de cores foi além, com azul, cinza, vermelho e amarelo. A modelagem acinturada, tanto para vestidos como para casacos, foi um dos destaques do desfile.

A coleção de Mabel Magalhães veio inspirada na mulher contemporânea que é feminina, forte e que valoriza o conforto. O azul, violeta, verde água, preto e pink foram as cores regeram o Inverno da estilista. Um dos destaques da coleção ficou por conta  da mistura de diversos materiais e texturas.

Minas Trend Outono/Inverno - 2015
Patrícia Motta trouxe para a passarela uma mistura de alfaiataria + modelagem ladylike (a palavra do momento, nem eu estou conseguindo fugir dela! rs). As estampas foram inspiradas na natureza e cartela de cores apresentou mel, leite, vinho, café e rosa. Como outros desfiles também mostraram, o midi e o longo permanecem no próximo Inverno.

A coleção “Habitantes Invisíveis”, de Rogério Lima, foi inspirada na rotina de homens e mulheres que moram nas ruas das grandes cidades. As referências para a a escolha de texturas e cores vieram de materiais convencionalmente são tratados como lixo. Texturas: couros lisos, croco e monograma RL, ráfia de pet preta e branca. Cores: amêndoa, chocolate, preto e branco. Das cores das ruas: os metalizados verde (da lata de guaraná), azul (da Pepsi), vermelho (da Coca Cola) e bronze (das garrafas de cerveja). A B. Bouclé, convidada a desfilar com Rogério Lima, partiu da mesma inspiração. Saias longas, casacos, capas e vestidos assimétricos serviram de base para montar looks em camadas. Na cartela de cores, preto, cinza, toques de branco e o verde das garrafas pet.

O Inverno 2015 da Jardin veio inspirado nos grandes centros urbanos ao redor do mundo. As formas e recortes da coleção foram inspirados na paisagem de concreto, asfalto e arranha-céus. Já a cartela de cores e a estamparia vieram dos luminosos, das luzes do trânsito e das janelas dos edifícios que compõem das noites das grandes cidades. Assim como falei do Lucas Magalhães, a cada coleção da Jardin, gosto ainda mais do trabalho da Bhárbara Renault!

O ponto de partida para a coleção de Raquel Mattar foi o impacto causado pelas estampas Blend e Blossom. Blossom revela peças delicadas, femininas e clássicas, com estampas florais e trabalhando com tons off white, preto, nude e pink.. Em contrapartida, a estampa Blend traz elementos invernosos, barrocos, com um toque rock, moderno e mais ousado. As cores trabalhadas foram: off white, preto, vinho, verde espectro e marrom.

Imagens: AGÊNCIA FOTOSITE


Inspirado na coleção “Sereias Urbanas“, de Intense O Boticário, que já falamos aqui, selecionamos um tutorial lindo para colocar um pouco de cor no eu dia-a-dia. Particularmente, amei essa sombra azul. Ficou leve e a cara do verão =)

PassoaPasso_SereiasUrbanas_Ruiva_1
Para começar a make dos olhos, aplique a sombra vede do Duo de Sombras Mar Misterioso em toda a pálpebra móvel. Em seguida, faça um traço na raiz dos cílios superiores com o Duo Lápis Olhar de Sereia Verde até a metade da pálpebra. Finalize o traço com a cor azul Duo Lápis para Olhos da metade até o final do olho, puxando gatinho.
PassoaPasso_SereiasUrbanas_Ruiva_2
Aplique a sombra verde do Duo de Sombra Mar Misterioso na linha d´água. Depois, abuse de vás camadas da Máscara para Cílios Volume Marinho Sedutor nos cílios superiores e inferiores. A máscara em tom azul marinho dá um toque especial ao olhar.
Para as maças do rosto, aposte no Duo Blush Bronze da Sereia. Os tons realçam e proporcionam um aspecto bronzeado e natural, que permite um acabamento digno de sereia.
Para as maças do rosto, aposte no Duo Blush Bronze da Sereia. Os tons realçam e proporcionam um aspecto bronzeado e natural, que permite um acabamento digno de sereia.
PassoaPasso_SereiasUrbanas_Ruiva_4
Para finalizar a produção do dia, aplique o Batom Hidratante Vermelho Irresistível, que tem textura cremosa, hidratante e FPS.