banner-feijoaria-2-4

Imagine um restaurante que transformou um prato tipicamente brasileiro em verbo. Foi isso mesmo que a Feijoaria fez ao criar o verbo feijoar!

“Estar com a família, com os amigos, ouvir boa música, ter boa comida e bebida e muita saúde para aproveitar tudo! Isso é FEIJOAR. Algo que vai muito além de saborear uma boa feijoada. Feijoar é saborear a vida!”

O restaurante fica em um amplo espaço no bairro Dona Clara. O sistema é buffet self service que vai desde a salada, passando por saborosos petiscos, feijoada servida com pertences separados e sobremesas de dar água na boca. Tudo por um preço único por pessoa.

No cardápio de bebidas são servidas cervejas artesanais e uma criação da casa: Caipetinha. Uma deliciosa caipirinha de limão capeta com mel e pimenta rosa! Impossível tomar uma só.

A equipe e o atendimento são de primeira e o espaço é ideal para reunir a família e os amigos e almoçar com calma…

No próximo domingo, dia 8/10 a casa apresenta o melhor do choro e samba em homenagem ao grande Cartola com a banda Angenor!

Curtiu? Ligue agora e faça a sua reserva. Marque a sua presença no evento do facebook e combine com os amigos. Difícil achar uma opção melhor pra domingueira.

Feijoaria
Banda Angenor apresenta Choro e Samba em Homenagem a Cartola

08/10 – domingo – 12 às 17h – show à partir das 13h

Preço: 69,00 / pessoa para servir-se à vontade no buffet
Reservas e informações: (31) 2526 5253 ou (31)99283-2306

Rua Desembargador Fernando Bhering, 244
Dona Clara, Belo Horizonte – MG
Telefone: (31) 2526-5253

 

 


espumantecasaperini

WAWWJ elegeu os 10 melhores vinhos do mundo e espumante brasileiro ficou em 5º lugar.

A Associação Mundial de Jornalistas e Escritores de Vinhos e Licores (WAWWJ) publicou a lista dos 10 melhores vinhos mundiais elaborada com base em concursos de bebidas disputados no mundo inteiro em 2016. A pontuação leva em conta a importância dos concursos e a colocação de cada rótulo nessas competições.

O vinho australiano Taylors Jaraman Shiraz 2014 encabeça do ranking dos melhores. E não foi só isso, a Austrália conseguiu emplacar quadro rótulos entre os melhores. O espumante brasileiro Casa Perini Moscatel, da vinícola Perini (RS), foi eleito o quinto melhor vinho do mundo. O espumante é vendido pelo preço sugerido de R$ 43,50. No ranking de melhores países produtores de vinho, o Brasil ficou em 12ºm atrás da Argentina, Chile, Portugal e África do Sul.

Veja o ranking completo:

1 – Taylors Jaraman Shiraz 2014 (Austrália)
2 – Taylors St Andrews Clare Valley 2013 (Austrália)
3 – Noe Pedro Ximenez Vors (Espanha)
4 – Taylors St Andrews Single Vineyard Release Shiraz Clare Valley 2014 (Austrália)
5 – Casa Perini Moscatel (Brasil)
6 – Beronia Rioja Reserva 2011 (Espanha)
7 – Los Noques Finca Don Juan 2013 ( Argentina)
8 – Matusalem Oloroso Dulce Muy Viejo VORS ( Espanha)
9 – Taylors Shiraz Clare Valley 2015 (Austrália)
10 – Beviam Gran Reserva Cabernet Sauvignon 2012 (Chile)

Dicas de Harmonização

vinhos

Aproveitando a ocasião, o Ameixa Japonesa dá algumas dicas de harmonização para você impressionar no próximo jantar entre amigos!

Pratos ácidos: Sirva um vinho que, no mínimo, seja igualmente ácido. Evite vinhos tintos, exceção aos naturalmente mais ácidos (Sangiovese, Barbera, Pinot Noir, Gamay). Não descarte os rosados nem os espumantes como opções.

Pratos levemente doces: Tenha certeza de que o vinho possua a mesma personalidade do prato servido, como um Chenin Blanc ou Riesling. Se você realmente quiser um vinho seco, utilize um jovem com muita fruta madura.

Pratos Salgados: Escolha um vinho com baixo teor alcoólico, já que o calor é ampliado pelo sal. Combine com vinhos que tenham uma leve doçura. Evite vinhos com muito carvalho ou tanino.

Pratos apimentados ou com especiarias: Quanto mais especiarias na comida, mais difícil será a harmonização. Escolha um vinho jovem, com baixo teor alcoólico, sem ou com o mínimo de carvalho e, se possível, com algum açúcar residual (para brancos e rosados). Dê preferência aos vinhos brancos e rosados meio-secos, espumantes também combinam bem. Quando os pratos forem muito apimentados como os preparados com chilli, os tailandeses, indianos ou coreanos, opte por cerveja ou bebidas à base de iogurte e sirva grande quantidade de arroz branco.

Pratos com molhos e condimentos fortes: Esqueça o ingrediente principal e harmonize o vinho com o molho ou com os condimentos.

Fonte: Livro Comida e Vinho – Harmonização Essencial, de José Ivan Santos e José Maria Santana, Editora Senac (SP)

E já que estamos dando o serviço completo, nada melhor que um Top 10 músicas para escutar enquanto apreciamos um bom vinho.


Broinha de canjica de caneca_04-

Quem já foi a Tiradentes sabe que a broinha de canjica da Pousada Aromas da Montanha é um sucesso de crítica e público. É uma legítima representante do confort food. Pois assim que a ‘devoramos’ somos transportados por um tempo espaço na memória de momentos maravilhosos que só uma boa comida é capaz de fazer.

E não é que a Pousada Aromas da Montanha resolveu compartilhar essa maravilha com todos? Isso mesmo! Abaixo segue a primorosa e mineiríssima receita da broinha de canjica enrolada na caneca.

Ingredientes
½ litro de leite integral
¾ de copo de açúcar
3 colheres (sopa) de manteiga sem sal
3 a 4 ovos inteiros
Fubá de canjica até que baste para fazer um angu firme (aproximadamente de 2 a 3 xícaras)

Preparo

1) Faça um angu em ponto normal (homogêneo) usando a manteiga, o leite, o açúcar e o fubá. Deixe esfriar e acrescente de 3 a 4 ovos inteiros. O número de ovos depende do ponto do angu. Se o angu ficar mais firme, precisa de quatro ovos, do contrário, três bastam.
2) Amasse bem e enrole pequenas porções da massa em uma caneca untada com manteiga e fubá de canjica.
3) Coloque as broinhas previamente moldadas na caneca em um tabuleiro untado com manteiga e fubá de canjica.
4) Leve ao forno quente, em torno de 170 graus, observando o tempo de cozimento após aproximadamente 20 minutos.

E depois disso é só voltar à sua infância acompanhado de um bom café!


Experimente Cozinha Recebe_12-09-2017 (13)

“Cozinhar é uma terapia. Queria tanto aprender a cozinhar”… Essa frase resume bastante do que ouvimos por aí desde que a gastronomia ficou tão próxima do nosso dia-a-dia. Muito devido aos  diversos programas de TV dedicados a ela, livros, filmes, canais de youtube e por aí vai. A cozinha voltou a ser o melhor lugar da casa.

Realmente cozinhar é uma terapia. Seja ela individual ou em grupo. O ato de transformar os alimentos em algo e levá-lo à mesa desperta todos os nossos sentidos. É mágico! E querer aprender a cozinhar já não é um bicho de sete cabeças. Esqueça aquela máxima: “ah é só pegar uma receita e repeti-la”. Às vezes dá certo, outras não. Aprender e ensinar a cozinhar é tão mágico e prazeroso quanto se sentar à mesa e se deliciar com um prato.

experimentecozinha2É essa magia em ensinar que torna a Experimente Cozinha Food Lab, da Chef Sabrina Gomide, uma diferencial entre tantos espaços dedicados aos ensinamentos culinários. O prazer e a disposição em passar conhecimentos da Chef são nítidos e contagiantes. Na Experimente nada é complicado, basta ter disposição.

Fomos convidados a conhecer a Experimente e colocarmos a mão na massa. O espaço inaugurado esse ano já nos ganha pelos detalhes da decoração. É o ambiente despertando o primeiro sentido: a visão! A cozinha é equipada com todo o material que o aluno precisa para se aventurar em uma cozinha. Você pode passar por essa experiência individualmente ou chamar um amigo para a aventura, uma vez que as bancadas e seus utensílios estão preparadas para isso. “Minha intenção sempre foi ter um espaço onde nossos visitantes pudessem aprender novas técnicas ou simplesmente perder o medo de cozinhar”, afirma Sabrina que reforça não ser necessário nenhum conhecimento prévio para participar dos cursos. “Aqui você aprende cozinhando!”, destaca Sabrina.

experimentecozinha5E a partir de então se faz a mágica! As quase duas décadas de dedicação e estudo à gastronomia de Sabrina Gomide são postos a favor de ensinar ao próximo. O cardápio de cada aula pode ser pré-determinado pela Chef ou escolhido, caso for um grupo de amigos, comemorações de datas especiais, confraria, pelos próprios alunos. E ao mesmo tempo olfato, tato, visão e paladar se complementam para que o que você achava difícil, complicado, impossível se materialize diante dos seus olhos. Você nesse espaço de tempo dentro da Experimente conheceu técnicas, descobriu macetes, ganhou dicas preciosas e sem se dar conta cozinhou como ninguém!

experimentecozinha6

Ao final de cada aula temos a celebração máxima que é o objetivo de cada cozinha: o prazer de se reunir à mesa, como uma grande família e brindarmos à aula, à comida feita e aos encontros que a vida nos reserva. Por um tempo tínhamos perdido esse hábito de voltarmos às nossas mesas cercado por quem amamos e ficarmos a mercê do tempo das conversas. Isso é um grande ganho da nova onda gastronômica. E também um momento especial da Experimente Cozinha Food Lab. Recomendamos que todos passem por essa experiência!

 

 

 

 

 

Serviço:

Experimente Coziha Food Lab: Rua Marte, 320ª, B. Santa Lúcia – Belo Horizonte/MG. Telefone: (31) 3586-3721 – contato@experimentecozinha.com.br


O Cluster - Crédito Eduardo Magalhães_I Hate Flash

O Cluster abre inscrições para produtores locais que queiram participar da próxima edição do evento em Belo Horizonte, que será realizada no dia 8 de outubro, na Casa Bernardi (rua Conde de Linhares, 308, Cidade Jardim). Interessados devem enviar um e-mail, com o assunto “O Cluster BH”, para o endereço eletrônico cadastro@ocluster.com.br.

O Cluster, que já foi realizado em quatro edições na capital mineira, tem-se consolidado na cidade como importante espaço para divulgação da moda, gastronomia, música e design produzidos em solo belo horizontino. Para a idealizadora d’O Cluster, Carolina Herszenhut, trazer o evento do Rio de Janeiro para Belo Horizonte foi uma escolha acertada. “A última edição foi uma experiência incrível, pois podemos perceber que Belo Horizonte entendeu exatamente o que fazemos, e a recepção foi exatamente como gostaríamos. O resultado de vendas e público nos fez colocar BH no nosso calendário”, comenta Carolina.

Sobre o Cluster

Sucesso no Rio de Janeiro desde 2012 – ano em que foi criado, o evento propõe seguir na contramão do consumo desenfreado, procurando abrir espaço para o novo, possibilitando uma integração multicultural, de diversas áreas. Um convite ao inédito, ao inusitado e ao surpreendente, os eventos O Cluster recebem criações de novos estilistas, deliciosos e exclusivos pratos preparados por chef´s de cozinha, feiras de vinis, além de intervenções e performances artísticas. O Cluster se consolidou como um espaço onde é possível encontrar o que há de mais novo na moda carioca, se posicionando como um evento onde todas as experimentações são permitidas e fazendo essa ponte entre os criadores e o público. Em 3 anos, reuniu em 17 edições mais de 50.000 pessoas ávidas por novidades, registrando em média um público de 4.000 pessoas por edição envolvendo aproximadamente 50 marcas e mais de 100 pessoas trabalhando indiretamente.

 

Serviço 

O Cluster seleciona marcas de moda e de gastronomia belo horizontinas para edição de 08/10

Interessados devem enviar e-mail para cadastro@ocluster.com.br com o assunto “O Cluster BH”

Informações: www.ocluster.com.br e contato@ocluster.com.br