santo-de-casa-guaja-o-cluster

No dia 03 de abril, próxima segunda-feira, o Guaja recebe a idealizadora e diretora d’O Cluster, Carolina Herszenhut. A proposta da iniciativa é promover um bate-papo descontraído conexões e empreendedorismo criativo. Com início às 19h30, o encontro integra a programação do projeto Santo de Casa, realizado semanalmente. Trata-se de um circuito de palestras informais reunindo pessoas destaque na comunidade criativa. Com entrada gratuita, o bate-papo é aberto ao público e pretende reunir coworkers, empreendedores, estudantes e demais interessados.

A frente d’O Cluster desde a sua fundação, em 2012 no Rio de Janeiro, Carolina discutirá a conexão e particularidades do empreendedorismo criativo na capital mineira. Ex-moradora de Belo Horizonte, Carolina está à frente da itinerância do projeto pela capital mineira, iniciada em 2015. Na ocasião, ela precisou adaptar o formato que já sucesso da capital carioca para lançá-lo no mercado mineiro, atentando à dinâmica local e mantendo o diálogo estreito com os agentes criativos de Belo Horizonte.

Desde que foi realizado pela primeira vez em Belo Horizonte, O Cluster tem por objetivo apresentar uma curadoria sobre a atual produção criativa de Belo Horizonte e também de outras cidades nas áreas de Moda, Gastronomia, Design e Música. Grande sucesso entre as marcas, empreendedores e também entre os freqüentadores, a última edição, realizada no dia 12 de março na Casa Bernardi, apresentou ao público, entre outras iniciativas, o trabalho de mulheres refugiadas nas áreas de moda e gastronomia, além da mostra “Vidas Refugiadas”, de Victor Moriyama. Já estão previstas mais duas edições d’O Cluster na capital mineira ainda este ano.

Sobre a Carolina Herszenhut

Estilista com 15 anos de experiência, Bacharel em moda pela Universidade Veiga de Almeida/Instituto Zuzu Angel-RJ, com pós graduação na ESMOD, Paris e Central Saint Martin’s, Londres. Depois de passar por grandes marcas brasileiras e internacionais, está à frente da Branchée, marca carioca que desfilou no Fashion Rio, no Rio Moda Hype por duas edições, que está no mercado há seis anos. Foi representante do grupo NucleUM Moda,do Sebrae. Está à frente de, “O CLUSTER” e de todas as suas ações que incluem o lançamento de catálogos e publicações da marca, curadorias especializadas, entre outras iniciativas.

Sobre o GUAJA

Localizado na Av. Afonso Pena, 2881, bairro Funcionários, O GUAJA é um projeto voltado aos profissionais de Belo Horizonte e tem a proposta de ampliar a experiência de coworking na capital, unindo ambientes e atividades ligadas à gastronomia, cursos e oficinas, design e inovação ao trabalho em comunidade criativa, marca do Guaja. A casa se destaca pela crescente adesão de profissionais dos mais diversos setores, sendo reconhecida como o primeiro café-coworking do Brasil: um lugar para trabalhar, se conectar e aprender, combinando a atmosfera de um café, a hospitalidade de uma casa e o ambiente de um coworking inovador. Desde a sua inauguração, a casa recebe toda segunda-feira o circuito Santo de Casa, que convida pessoas destaque na comunidade criativa para um bate-papo sobre sua trajetória profissional ou pessoal. O empreendimento pertence aos irmãos Lucas Durães e Bruno Durães.

 

Serviço

Guaja recebe Carolina Herszenhut no Santo de Casa

03 de abril, segunda-feira

Horário: 19h30

Local: Guaja (Afonso Pena, 2881 – Funcionários)

Informações: www.guaja.cc

Entrada gratuita.


Domingo (12) acontece mais um Mini Market! E a edição de fevereiro é especial de Carnaval. A tarde promete ser super delícia e estarei lá com um set especial para embalar suas compritchas, viu?! Dá só uma olhada nesse editorial LINDO feito com marcas participantes para você ter ideia do que te espera lá!

IMG_6469_menor

IMG_6435_menor

IMG_6567_menor

IMG_6374_menor

IMG_6552_menor

IMG_6519_menor

image1

 

Mini-Market de Carnaval

Quando? Domingo, dia 12, a partir das 14h

Onde? Rua Marília de Dirceu, 135

Quanto? A entrada é gratuita!

E quais marcas participam?

. Benedita Acessórios (Adereços carnavalescos)

. Déborah Trindade (Bolsas em Couro)
. Mundo Livre (Fantasias)
. LOLA de Poá (Decoração)
. Grifone artes (Arte Pop)
. Tatiana Marques (Sapatos)
. Sangriadesatada (Bebidas)


casa-fiat

 

 

A preparação para o Carnaval já está a todo vapor. Sabendo disso, a Casa Fiat de Cultura vai dar sua contribuição aos foliões da capital mineira. Entre os dias 1º e 19 de fevereiro, o Programa Educativo da Casa Fiat de Cultura realiza as atividades do Ateliê Aberto – o Bloco das Conjuradas –, momento em que os participantes podem criar divertidas máscaras carnavalescas. Gratuito, o ateliê será dedicado à criação de adereços inspirados em três personagens femininas da Inconfidência Mineira.

Do dia 1º a 5 de fevereiro, o ateliê terá Bárbara Heliodora como homenageada. Do dia 8 a 12 de fevereiro, celebra-se Hipólita Jacinta Teixeira de Melo, e, de 15 a 19, Maria Dorotéia Joaquina de Seixas Brandão, a Marília de Dirceu. Uma nova face da Inconfidência será apresentada ao público e as histórias dessas mulheres serão revividas em acessórios e adereços que levarão os visitantes da Casa Fiat de Cultura a um outro tempo, outro lugar, outra História. Toda a participação é gratuita.

A ideia de preparar o ateliê Bloco das Conjuradas e falar sobre a Inconfidência Mineira surgiu a partir do quadro Civilização Mineira, de Candido Portinari – que está instalado no hall de entrada da Casa Fiat de Cultura. Isso porque esta é a maior tela de Portinari em Minas Gerais e representa não só a mudança da capital mineira, de Ouro Preto para Belo Horizonte, em 1897, como faz referência aos inconfidentes mineiros, que são referência da identidade dos brasileiros. Da mesma forma que Bárbara Heliodora, Hipólita Jacinta Teixeira de Melo e Marília de Dirceu, homenageadas no Ateliê Aberto, são uma inspiração para as mulheres.

As atividades do Ateliê Aberto da Casa Fiat de Cultura serão realizadas de quarta a domingo. No período da manhã, das 10h às 12h, aberto à participação de crianças até 12 anos, e, no período da tarde, das 14h às 18h, aos maiores de 12 anos. Todas as atividades contarão com a orientação de um mediador, que auxiliará os participantes durante toda a permanência no ateliê. Não é necessário inscrição prévia e a participação é gratuita.

 

Serviço:

 

Ateliê Aberto Bloco das Conjuradas – Criação de adereços inspirados em três personagens femininas da Inconfidência Mineira

De 1º a 05 de fevereiro – homenagem a Bárbara Heliodora

De 8 a 12 de fevereiro – homenagem a Hipólita Jacinta Teixeira de Melo

De 15 a 19 de fevereiro – homenagem a Marília de Dirceu

 

Horário dos ateliês:

Das 10h às 12h, para crianças até 12 anos

Das 14h às 18h, para maiores de 12 anos

 

Vagas limitadas a 20 pessoas por horário.

 

Entrada Gratuita

 

Casa Fiat de Cultura

Circuito Liberdade

Praça da Liberdade, 10 – Funcionários – BH/MG

 

Horário de funcionamento:

De terça a sexta, das 10h às 21h

Sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h

 

Informações

(31) 3289-8900

www.casafiatdecultura.com.br

casafiat@casafiat.com.br

facebook.com.br/casafiatdecultura

Instagram:@casafiatdecultura

Twitter: @casafiat

www.circuitoculturalliberdade.com.br


negocada-492

Uma marca de carnaval criada para celebrar o feminino. Foi com esse propósito que três talentosas amigas se juntaram para criar a Negoçada.

As estilistas Maíra Nascimento e Layana Thomaz e a artista Rafa Monteiro são os nomes por trás das criações das fantasias feministas que já são sucesso no pré carnaval carioca e logo logo chegam a BH.

São 70 peças entre maiôs, tops, hot pants e adereços de cabeça que juntam fortes símbolos, como o útero, à linguagem de carnaval, de muita purpurina e paetê.

“Todas as peças da nossa coleção são feitas com bordados aplicados manualmente. As patches também são exclusivas. Tudo é elaborado com muito amor e remuneração justa para as trabalhadoras envolvidas”, explica Maíra Nascimento.

 Várias das peças são únicas, feita com exclusividade para a cliente. Exemplo do maiô tule com lycra e aplicação de patches que é bordado na altura certa do peito de cada uma, respeitando a anatomia de cada corpo (todo corpo é lindo!). Já os arranjos de cabeça são feitos manualmente, um a um.


negocada-23

negocada-620
negocada-478

Para conhecer mais da coleção, acesse o Instagram  @negocada_carnaval

As peças chegam a BH com venda especial no dia 11 de fevereiro, no Pajubar. A partir das 18h as negoçadas estarão por lá ao som do melhor do carnaval com a DJ Naroca. O Pajubar fica na Av. Santos Dumont, 360 – Centro.

 

As Negoçadas

 negoçada-fantasia-carnaval-08

Maíra Nascimento é mineira, mora no Rio de Janeiro há seis anos. Formada pela UFMG na Escola de Belas Artes em desenho e gravura. Fez pós graduação em Arte Contemporânea na Escola Guignard – UEMG. Trabalhou como artista plástica durante anos, fazendo exposições de seus trabalhos. Começou a carreira como estilista na marca Plural ainda em BH, mas foi na marca Coven que se especializou na sua maior paixão, a tecelagem. Mudou-se para o Rio de Janeiro em 2011 a convite da marca Maria Bonita. Hoje é estilista de tricô na Maria Filó, empresa que ama e que está firme e forte há quase cinco anos. Inquieta, além se ser responsável por toda a linha de tricô da marca, encabeça ainda projetos especiais, como todos os desfiles da marca, coleção infantil e linha praia.

Paralelo a tudo isso, é tecelã. Possui um trabalho autoral de teares manuais, fazendo exposições e vendendo através do Instagram – @manascimentofibers. É professora do curso de tapeçaria experimental no IED, dentro do curso de design de superfície.

Idealizadora do Negoçada, criou a coleção junto com a amiga Layana Thomaz, pensando sempre no empoderamento feminino e no conforto de biquínis e maiôs para o calor do verão nos blocos de carnaval, além da mensagem de se amar e aceitar o próprio corpo.

negoçada-fantasia-carnaval-01

Layana Thomaz começou sua trajetória na moda aos 14 anos trabalhando como modelo para marcas como Chanel, Dolce e Gabbana e Cacharel, entre outras. Em 1999, passou a trabalhar como produtora de moda e figurinista. Seu mais importante trabalho na TV foi como assistente de figurino no programa “Os Normais”, da Rede Globo.

Em 2003, Layana lançou sua própria marca de roupas femininas e infantis batizada de “Vista a Roupa Meu Bem!”. É reconhecida até hoje por ser a primeira estilista carioca a criar roupas com design para crianças, o que, na época de sua estreia, chamou a atenção do público e da crítica especializada de maneira muito positiva. De tanto ouvir sua roupa sendo chamada por seu próprio nome, a estilista rebatizou sua marca de “Layana Thomaz”.

Em 2005 estreou na passarela da semana de moda do Rio de Janeiro, o Fashion Rio, e mais uma vez recebeu aplausos por suas criações. Bastou a estreia para que Layana entrasse no calendário oficial do evento, do qual participou de oito edições.

De volta ao Brasil, depois de uma temporada morando em Paris, a estilista realizou em parceria com a marca Redley, o projeto de arte e moda “Redley X Cópia”, durante todo o ano de 2010.

Atualmente, Layana mora em Brasília e trabalha em seu projeto ALOJA, que já é sucesso em sua nona edição.

negoçada-fantasia-carnaval-02

Rafa Monteiro - Rafa Mon – é mineira de Monte Sião. Começou trabalhando com moda, mas logo começou a se aventurar pelas artes plásticas, sua maior paixão. Seus desenhos já enfeitaram bolsas, garrafas, camisetas, sempre com as cores fortes que são sua marca registrada.

Em 2014 começou a investir em um trabalho mais autoral, que teve apelo imediato com o público. Sua obra de impacto visual tremendo e de estilo inconfundível pode ser visto em vários muros do Rio de Janeiro, onde reside há 12 anos, vencendo o desafio de tornar a cidade maravilhosa ainda mais bonita.

Fotos: Marcela Falci