Fui à padaria comer um macarrão. Enquanto aguardava o meu, assistia à atendente preparar o do cliente anterior. Como costumo almoçar lá, percebi desta vez um carinho diferente no preparo da massa, um manejo vagaroso e até um olhar de admiração sobre a panela. Numa paciência não digna da maioria das atendentes de padarias lotadas, ela desligou o fogo, virou o macarrão na louça, salpicou pimenta e orégano e o enfeitou com duas pimentas biquinho. Nunca tinha visto tal zelo antes. Procurei o cliente sortudo e não o encontrei. Aí, ela pegou o prato, dirigiu-se à mesa, assentou-se e iniciou a refeição. Era pra ela.

*Rita Lopes é jornalista, locutora e colaboradora do Ameixa Japonesa, como cronista.

 

Islutração: Anna Parini
Ilustração: Anna Parini


quinto07
O que eu mais adoro além de achar coisas bacanas no mundo todo, durante as minhas pesquisas, é encontrar essas coisas aqui na nossa querida Beagá!
Tive a oportunidade de ir em uma apresentação do Grupo Quinto. O grupo é uma reunião de seis (talentosíssimos) pianistas que buscam criar experiências inesquecíveis por meio da música. Na apresentação Villa-Lobos: vamos todos cirandar, os pianistas são arquétipos da nossa infância, e durante, aproximadamente, 60 minutos, somos envolvidos pelo encantamento da música. O público diverso, desde de crianças de colo até leigos na música (como eu!), ficam hipnotizados tamanha delicadeza.
Parabéns ao grupo pelo trabalho. Por mais momentos de ternura como este.
quinto05
quinto04
quinto03
quinto01

ESCHER_convite_digital_BH_2013_005

As galerias do Palácio das Artes recebem um extenso e raro acervo de obras de Maurits Cornelis Escher, artista reconhecido pela criação de imagens mágicas, verdadeiros quebra-cabeças visuais, que exploram espaço, tempo e perspectiva de maneira inusitada.

Além da exposição de animações e gravuras do artista, a mostra convida o público a experimentar e desvendar os efeitos óticos e de espelhamento utilizados por Escher em seus trabalhos. Toda a exposição foi pensada para que os visitantes, de uma forma lúdica, atentem para as dimensões visuais criadas pelo artista, retratadas em xilogravuras e litogravuras.

Segundo o curador da mostra, Pieter Tjabbes, esta será possivelmente a última oportunidade do público apreciar esse número de obras reunidas fora da Fundação M. C. Escher (Holanda). Em virtude da fragilidade das gravuras, a fundação não poderá exibi-las por quatro anos, para a conservação das mesmas.

Serviço: Exposição A Magia de Escher

Data: 20 de Setembro a 17 de Novembro

Local: Palácio das Artes

Horário: Terça a sábado, das 9h30 às 21h; domingo, das 16h às 21h

Informações: (31) 3236-740 ou http://fcs.mg.gov.br/programacao/


 Já ouviu falar da Urban Arts? Inaugurada em 2009, pelo empresário paulistano André Diniz, a Urban Arts foi a primeira galeria do Brasil dedicada à arte digital. A empresa divulga e comercializa trabalhos de artistas, designers e ilustradores de talento. Toda semana são apresentas novidades, sempre procurando alcançar padrões de excelência na produção, através da utilização dos melhores equipamentos e materiais que garantam excelentes resultados ao produto final. E a boa notícia é que amanhã (05.09) tem inauguração da franquia belorizontina da Urban Arts!

Perspectivas Loja Savassi - BH_Page_03

 

URBAN ARTS

Com nove filiais abertas este ano, espalhadas pelo Brasil, além da loja virtual, a mais badalada galeria de arte digital do país trabalha com o conceito de arte acessível. No acervo da UA, o público encontra quadros, posters, adesivos de parede, skins para notebooks e celulares, sketchbooks, almofadas, jogos americanos, entre outros produtos descolados.

Por meio do site (urbanarts.com.br), qualquer pessoa pode cadastrar seus trabalhos, que passam por uma curadoria interna e, se aprovados, ficam acessíveis para visualização e compra pela internet e nas lojas físicas da UA. Além disso, uma vez por mês, artistas são convidados a expor seus trabalhos originais nas lojas. Na inauguração da Urban Arts em Belo Horizonte, o público contará com vasto coletivo da galeria e estarão presentes os artistas Thiago Mazza e Ataide Miranda, com suas obras originais, bem como os descolados shapes de Ho Chich Min.

Com mais de 200 artistas parceiros, a Urban Arts se consolida como referência no mundo da arte digital e ilustração e torna acessível a um público maior a promoção dos trabalhos, como afirma a artista plástica Catarina Gushiken – “Na Urban existe um cuidado muito grande com os profissionais, fazendo com que cada um se sinta especial pela arte que desenvolve e tenha apoio e motivação para continuar criando suas obras”. “Uma iniciativa dessa aqui no Brasil, com esse suporte que tem, só tende a acrescentar muito ao design e a classe artística brasileira”, comemora o designer gráfico Marcello Bucaretchi.

SERVIÇO:

URBAN ARTS

INAUGURAÇÃO: 05/09 – Quinta-feira, a partir das 19h

Rua Sergipe, 1171, Savassi

Telefone: (31) 2555 4677

Horário de funcionamento: Segunda à sábado, das 9h às 19h

Site: urbanarts.com.br

Fan page: fb.com/uabelohorizonte

 


Para a coleção de verão 2014 da Cravo & Canela, a artista Nina Moraes criou estampas de inspiração street com pitadas bem femininas. Expressivas e vibrantes, as duas estampas imprimem esse mood urbano em tênis e botas da Cravo&Canela, reforçando o conceito jovem e antenado da marca – que casa com as manifestações artísticas desenvolvidas por Nina em diversas plataformas. Limitada, a linha estará disponível para venda a partir de setembro.

cc_arte_botas

Cravo&Canela - R$ 329,99 Cravo&Canela - R$ 359,99cc_arte_tenis Cravo&Canela_R$329,99 Cravo&Canela-R$249,99