Pois é, cá estamos com novidades do que já rolou na cidade. Espera! O que é mesmo o Yelp? Um site/app mundial em que as pessoas escrevem, espontaneamente, avaliações sobre qualquer tipo de estabelecimento/serviço comercial de uma cidade. Aliás, mais do que isso, somos uma comunidade que pretende mudar a maneira como as pessoas se relacionam e compartilham conhecimento local.

Para começar esquentando (ou refrescando), fizemos o 1º Yelp HappyHour na varandinha delícia do Café Jolie na última quinta-feira. Reunimos alguns novos e outros conhecidos yelpers para rodadas de drinks, cervejas e comidinhas deliciosas do Jolie. Na faixa!

Yelp BH

foto2

foto3

 

E no domingo passado marcamos presença na festa de comemoração de 2 anos do Sofar Sounds Brasil. Chegamos ao Samba Rooms Hostel, local secreto da festa revelado na véspera, dando a primeira cerveja para quem fizesse check-in pelo nosso app. Tudo para aplacar o calor e dar um gostinho diferente ao evento. Dentre tantos shows incríveis, fica aí a dica do Sergio Pererêque fechou a noite com todo mundo de pé e com um sorriso no rosto.

foto4

foto6

foto7

“Eu quero ir no próximo! Como faz?” A gente explica: é só criar um perfil no Yelp e ficar de olhos nos eventos que vamos organizar, marcar presença e sijogar com as pessoas mais interessantes do Belô. Aproveite para fazer avaliações dos seus estabelecimentos preferidos.

E já temos um segundo encontro sendo planejado para o início de novembro. Você vem? Divulgaremos as informações semana que vem.

Enquanto isso, segue a gente por aí no YelpFBInstatwitter e no offline que é mais gostoso ;)

 

Post escrito por Sérgio Souto, Community Ambassador do Yelp em Belo Horizonte.

 


 

 

unnamed-1

A música brasileira em seus mais diversos ritmos e estilos. Um espaço para conhecer o novo, relembrar grandes clássicos da nossa música e homenagear os nomes que fizeram história pelos palcos do Brasil. O projeto é vencedor do Edital de Ocupação do Galpão 1 da Funarte MG 2014.

Entre os artistas que já se apresentaram estão: Lafayette & Os Tremendões (RJ),

Canastra (RJ), Érika Martins (BA), Autoramas (RJ) e Tavinho Moura (MG). Neste fim

de semana, o #CCBD recebe:

unnamed-2

Dinamites (DF)

Sexta, 17/10 às 20h

Os Dinamites invadem os palcos desde 2007, e vêm se destacando pelo seu rockabilly explosivo e original, que conta com clássicos dos anos 50 até suas divertidas composições românticas-canastronas flambadas a Whiskey. No palco, sempre um show muito energético, dançante e divertido, regado a puro rock’n’roll. No começo do ano de 2010 eles reinventaram a fórmula, Lucas Billy deixou de lado seu baixo elétrico e no lugar assumiu o contra baixo acústico (rabecão), instrumento lendário nas bandas de rockabilly de todo o mundo. Juntamente com isso, chamaram um saxofonista para dar o charme que faltava. A combinação rendeu uma química perfeita e no ano seguinte a banda lançou seu segundo trabalho, um EP com 5 músicas intitulado “Legal”. Em BH, o Dinamites fará um fará um show especial com repertório inspirado em Elvis Presley, Chuck Berry e Stray Cats.

DOIDIVINAS divulgação1 (300 DPI)

As Doidivinas (RJ)

Sexta, 17/10 às 22h

As Doidivinas são uma banda carioca de girlie garage punk com pitadas de psychobilly, pop 60’s e música de cabaré. Fundada por Fávia Couri (baixista e vocalista do Autoramas), as Doidivinas também contam com Luciana Morozini e Helga Balbi. O trio fez seu show de estreia em 2006 e nesse mesmo ano ficaram

entre as cinco bandas finalistas da etapa carioca do LG Music Festival. O primeiro CD intitulado “Envenenada” foi lançado em 2009 e ganhou um videoclipe com direção do cineasta Vinícius Guerra. A banda também participou de projetos como “Beatles 69 Vol. 2 – O outro lado da Abbey Road”, do jornalista Marcelo Fróes e do tributo à Yoko Ono. Esta será a primeira oportunidade de conferir as meninas ao vivo em BH num show que promete levantar o público.

unnamed-3

The Dead Rocks (SP)

Sábado, 18/10 às 21h

Em 10 anos de carreira o Dead Rocks conseguiu colocar seu nome entre os grandes da música jovem mundial, deixando o Brasil e a América Latina em destaque entre os apreciadores do rock instrumental, além de proporcionar aos mais exigentes colecionadores o som aveludado das antigas gravações em discos de vinil de alta fidelidade. O conjunto já levou seu repertório a países como França, Inglaterra, Alemanha, Itália, Luxemburgo, Bélgica e Argentina. Com 4 long-plays laçados, alem de participações em coletâneas, EPs e singles em Portugal, Estados Unidos, Alemanha e Inglaterra, o Dead Rocks vem provando que são exímios intérpretes e compositores. E agora, eles sobem ao palco do #CCBD para lançar o disco “Surf explosão”e tocar um som requintado, divertido e de alta qualidade.

rats (alta)

Riot at the Ship (RJ)

Domingo, 19/10 às 19h

Tripulada por músicos bem rodados da cena carioca, o RATS (Riot Aboard The Ship) começou a nascer no inicio de 2011 a partir de uma proposta de Fernando Oliveira ao seu amigo Bruno Pinella (Te Voy a Quebrar) para formar uma banda de irish punk Em 2012 o barco começou a içar velas, quando os marujos Kito Vilela (De’La Roque) Bernardo Pança (Eight Microwave) e Fernando Bastos (Go East Orkestar) se juntaram ao motim. Com esta formação o RATS passou por tradicionais casas de rock e pubs irlandeses, festas de St. Patrick’s Day, e o Rock in Rio de 2013; onde foram considerados uma das boas surpresas do festival. Com repertório formado por tradicionais musicas irlandesas interpretadas com pegada rock n’ roll, a banda divide o set list com clássicos nacionais e internacionais do punk rock/hard core, todos revistos com arranjos e instrumentos folk. Em 2014 lançaram seu 1o EP de 6 faixas Para a sorte dos inúmeros e carentes simpatizantes do irish punk e suas vertentes os bons ventos do sucesso fizeram o RATS levantar suas âncoras para desbravar os 7 mares com um show original e empolgante, fazendo todo mundo bater forte o pé no chão e entoar coros uníssonos com suas canecas ao ar.

Serviço:

Circuito Cultural Brasil Diverso

De 03 de outubro a 30 de novembro

Sextas, sábados e domingos

Funarte MG

Rua Januária, 68 – Centro

Ingressos: R$5 (meia) e R$10 (inteira)

Informações: https://www.facebook.com/CircuitoBrasilDiverso

OBS1: A venda dos ingressos ocorrerá apenas uma hora antes de cada apresentação,

na bilheteria da Funarte.

OBS2: Ingressos sujeitos à disponibilidade do teatro (140 lugares).


Quer saber o que rolou de melhor nos desfiles do Minas Trend? O Ameixa preparou um resumão para você ficar por dentro das tendências do próximo inverno!

Minas Trend Outono/Inverno - 2015

A Faven, neste Inverno 2015, traduziu sua essência “afeto, carinho e aconchego”nas tramas de tricô, na mistura de texturas, estampas, transparência e cores. A cartela começa em tons mais neutros, como nude, cinza, azul marinho e verde, passeia pelo laranja até chegar ao vermelho e o bordô.

A proposta da coleção da mineira Fabiana Milazzo foi a roupa como uma joia! Na passarela, muitos vestidos com modelagem super feminina e bordados maravilhosos. A cartela de cores foi inspirada em pedras preciosas: diamante, esmeralda, rubi e safira.

Alessa veio com proposta parecida, a estamparia da coleção se inspira no repertório clássico da joalheria rebuscada com exóticas joias em forma de coqueiros, barquinhos de papel, crucifixos do Santo Antônio, leopardos, amuletos, moedas antigas e preciosas. O preto & branco com ouro dourado veio acompanhado de tecidos fluídos que deram todo um charma à coleção

O inverno da Vivaz trouxe o glamour dos anos 70 para a passarela. Vestidos com shapes femininos e sensuais foram o destaque da coleção, com decotes “v” profundos, fendas e tecidos fluídos. Adorei!

 

Minas Trend Outono/Inverno - 2015

“The mountains are calling and I must go”, frase de John Muir foi a inspiração do inverno da Plural. As viagens do ambientalista e sua paixão pelas montanhas foram representadas pelos maiores picos nevados do mundo: Himalaia, Rochosas e Andes. Se me pedissem para resumir em uma só palavra a coleção: conforto.

Já o Inverno 2015 de Lucas Magalhães teve inspiração bem brasileira: a cultura e diversidade do nordeste. Luis Gonzaga, Lampião e Maria Bonita, mandacaru, cordéis, a xilografia e a obra de Ariano Suassuna foram os guias utilizados pelo estilista. O resultado foram as estampas lindas (destaque da coleção) e cores fortes acompanhadas de shapes super femininos. A cada desfile, gosto mais do trabalho do Lucas!

Estreando no Minas Trend, Alexandre Herchcovitch apresentou parte da sua coleção prêt-à-porter que será desfilada no SPFW. O preto, que é uma marca do estilista, predominou a coleção. Mas a cartela de cores foi além, com azul, cinza, vermelho e amarelo. A modelagem acinturada, tanto para vestidos como para casacos, foi um dos destaques do desfile.

A coleção de Mabel Magalhães veio inspirada na mulher contemporânea que é feminina, forte e que valoriza o conforto. O azul, violeta, verde água, preto e pink foram as cores regeram o Inverno da estilista. Um dos destaques da coleção ficou por conta  da mistura de diversos materiais e texturas.

Minas Trend Outono/Inverno - 2015
Patrícia Motta trouxe para a passarela uma mistura de alfaiataria + modelagem ladylike (a palavra do momento, nem eu estou conseguindo fugir dela! rs). As estampas foram inspiradas na natureza e cartela de cores apresentou mel, leite, vinho, café e rosa. Como outros desfiles também mostraram, o midi e o longo permanecem no próximo Inverno.

A coleção “Habitantes Invisíveis”, de Rogério Lima, foi inspirada na rotina de homens e mulheres que moram nas ruas das grandes cidades. As referências para a a escolha de texturas e cores vieram de materiais convencionalmente são tratados como lixo. Texturas: couros lisos, croco e monograma RL, ráfia de pet preta e branca. Cores: amêndoa, chocolate, preto e branco. Das cores das ruas: os metalizados verde (da lata de guaraná), azul (da Pepsi), vermelho (da Coca Cola) e bronze (das garrafas de cerveja). A B. Bouclé, convidada a desfilar com Rogério Lima, partiu da mesma inspiração. Saias longas, casacos, capas e vestidos assimétricos serviram de base para montar looks em camadas. Na cartela de cores, preto, cinza, toques de branco e o verde das garrafas pet.

O Inverno 2015 da Jardin veio inspirado nos grandes centros urbanos ao redor do mundo. As formas e recortes da coleção foram inspirados na paisagem de concreto, asfalto e arranha-céus. Já a cartela de cores e a estamparia vieram dos luminosos, das luzes do trânsito e das janelas dos edifícios que compõem das noites das grandes cidades. Assim como falei do Lucas Magalhães, a cada coleção da Jardin, gosto ainda mais do trabalho da Bhárbara Renault!

O ponto de partida para a coleção de Raquel Mattar foi o impacto causado pelas estampas Blend e Blossom. Blossom revela peças delicadas, femininas e clássicas, com estampas florais e trabalhando com tons off white, preto, nude e pink.. Em contrapartida, a estampa Blend traz elementos invernosos, barrocos, com um toque rock, moderno e mais ousado. As cores trabalhadas foram: off white, preto, vinho, verde espectro e marrom.

Imagens: AGÊNCIA FOTOSITE


Amanhã (11.10) tem Autoramas em BH! Bora? O show faz parte da programação do Circuito Cultural Brasil Diversoque acontece até 30 de novembro todas as sextas, sábados e domingos no Galpão 1 da Funarte.

Autoramas + Renato Barros (Renato & Seus Blue Caps) : Os clássicos da jovem guarda de um jeito que nunca se ouviu. Uma parceria para renovar o estilo e o público que acompanha este projeto.
Autoramas + Renato Barros (Renato & Seus Blue Caps) : Os clássicos da jovem guarda de um jeito que nunca se ouviu. Uma parceria para renovar o estilo e o público que acompanha este projeto.

E por falar em Autoramas, música deles para começar nossa sexta. Ouça!

Serviço:
Circuito Cultural Brasil Diverso

★ 10/10/2014 – Sexta
Érika Martins – 20h
Érika Martins – 22h

★ 11/10/2014 – Sábado
Autoramas + Renato Barros (Renato & Seus Blue Caps) – 19h
Autoramas + Renato Barros (Renato & Seus Blue Caps) – 21h

★ 12/10/2014 – Domingo
Tavinho Moura – 19h

Ingressos: R$5 (meia) e R$10 (inteira)
OBS¹: A venda dos ingressos ocorrerá apenas uma hora antes de cada apresentação, na bilheteria da FUNARTE.
OBS²: Ingressos sujeitos à disponibilidade do teatro (140 lugares).


Nada como se inspirar no estilo de quem passou pra conferir mais uma edição do Minas Trend. Confira as fotos por Marcela Xavier.

Ana Sofia Meinberg, Diretora Criativa - foto por Marcela Xavier-5
Ana Sofia Meinberg – Diretora Criativa
Ana Carla Vanini, Modelo - foto por Marcela Xavier-4
Ana Carla Vanini – Modelo
Elle Ferraz, Modelo - foto por Marcela Xavier-2
Elle Ferraz – Modelo
Letícia Lamb, Modelo - foto por Marcela Xavier-3
Letícia Lamb – Modelo
Luana Carvalho, Modelo - foto por Marcela Xavier-1
Luana Carvalho – Modelo
Ramon Navarro, Diretor - foto por Marcela Xavier-7
Ramon Navarro – Diretor
Laura Miranda, Modelo - foto por Marcela Xavier-6
Laura Miranda – Modelo