o-estranho-que-amamos-ameixa-japonesa

A grande estréia nos cinemas nessa semana é, sem dúvidas, o novo trabalho de Sofia Coppola, “O Estranho Que Nós Amamos”. Baseado no livro homônimo de Thomas Cullinan, escrito em 1966, o filme chega às telas de BH premiado com a melhor direção em Cannes 2017. E com um elenco que chama a atenção para si: Nicole Kidman, Kirsten Dunst, Elle Fanning e Colin Farrell.

Os filmes de Sofia Coppola são conhecidos e lembrados por colocarem em todos eles o olhar feminino sobre as situações em, sua maioria, sendo os papeis femininos os responsáveis por nos guiarem pela narrativa. Em “ O Estranho Que Nós Amamos” não é diferente. A diretora inverte a narrativa do livro e da primeira versão para o cinema de 1971 que é feita pelo soldado abatido e coloca as mulheres como narradoras da história. Mais uma vez é o olhar feminino de Sofia e de suas personagens os responsáveis pelas sensações passadas.

A história se passa em durante a Guerra Civil americana e vemos o dia a dia pra lá de bucólico e rotineiro de uma “escola para meninas”, situada no sul do país, ser gradativamente alterado com a chegada do estranho e instigante soldado ferido, que defendia os interesses do norte do país. A guerra serve de pano de fundo para a formação de uma atormentada bola de neve de tensão sexual entre essas mulheres e o soldado.

o-estranho-que-amamos-ameixa-japonesa-01

Impressões de Pierre Menezes sobre o filme…

Para quem está acostumado com o ritmo mais acelerado e uma extensa paleta de cores presentes nos outros filmes de Sofia Coppola, chega a ficar incomodado com a direção tomada nesse novo projeto. Tudo em “O Estranho Que Nós Amamos” é mais lento, demorado, contido. O recurso de pouca luz do casarão dita o clima que a diretora quer expressar. Com isso a fotografia do filme é espetacular e merece todos os elogios já recebidos.

Porém o roteiro (estou até agora pensando se gostei realmente do filme ou apenas em parte) demora a acontecer. O clímax do filme ocorre apenas nos últimos 20 minutos, o que leva ao incomodo mais pela demora dos acontecimentos do que pela adrenalina psicológica sexual que o filme pretende passar.

Essa tensão está lá o tempo todo. Seja pelo comportamento alterado dessas mulheres, pelas reais intenções do homem que aos poucos vai mudando a rotina pudica tanto das mulheres mais velhas, quanto das internas mais novas. Mas a curiosidade pelo que vai acontecer aos poucos vai sumindo devido a essa demora aos acontecimentos. Há uma repetição de situações desnecessária.

A direção precisa e ao mesmo tempo delicada de Sofia Coppola e as interpretações na dose certa de contenção e explosão do quarteto principal fazem de “O Estranho Que Nós Amamos” uma boa experiência de reflexão sobre os desejos repreendidos e as consequências das não realizações dos mesmos.

o-estranho-que-amamos-ameixa-japonesa-02

Flávio Henrique também conta suas impressões…

Escuro e lento é o que define o filme. Uma história tão interessante deveria ser retratada da mesma forma. Todo o alvoroço de um homem chegando numa casa com sete mulheres, eu esperava mais afrontas diretas entre elas. Por estar em uma crescente, as mudanças nas relações foram apresentadas sutilmente. Se apresentadas ao contrário, estas mudanças (com tretas mais evidentes e dramáticas) deixaria o filme mais empolgante no seu percurso.

No ápice do filme não ficaram claras as intenções das mulheres para com o hóspede na reviravolta final. Vingança, ou necessidade nestas intenções, para mim, ficaram escuras e indiretas como boa parte do filme. Fez-me avaliar o filme apenas como um filme mediano.

Confira o trailer!


Um dos lugares que o Ameixa mais gosta para comer, beber e curtir a vista é o restaurante Topo do Mundojá falamos dele aqui, lembra?

RESTAURANTE-TOPO-DO-MUNDO-OSVALDO-CASTRO-AMEIXA-JAPONESA-01

A gente foi no dia do lançamento da ótima cerveja artesanal 040 e ela caiu super bem para terminar a tarde. Aprovadíssima!

RESTAURANTE-TOPO-DO-MUNDO-OSVALDO-CASTRO-AMEIXA-JAPONESA-04

Deliciosas brusquetas e quadradinhos de queijos foram nossas escolhas para a tarde de sábado.

RESTAURANTE-TOPO-DO-MUNDO-OSVALDO-CASTRO-AMEIXA-JAPONESA-02

Gente, e nessa época do ano, o que parece impossível, acontece: o pôr do sol visto de lá consegue ficar ainda mais lindo! As pessoas param para ver as mudanças das cores do céu e não tem como ficar indiferente mesmo a tanta beleza.

RESTAURANTE-TOPO-DO-MUNDO-OSVALDO-CASTRO-AMEIXA-JAPONESA-07

Outra dica para quem curte o Inverno e todas as delícias dele, como comer fondue! O Topo do Mundo é um lugar perfeito para a combinação frio + fondue e as opções de fondues do cardápio são deliciosas.

 

RESTAURANTE-TOPO-DO-MUNDO-OSVALDO-CASTRO-AMEIXA-JAPONESA-08

 

Fondue de carnes ao vinho. Maravilhoso!

 

RESTAURANTE-TOPO-DO-MUNDO-OSVALDO-CASTRO-AMEIXA-JAPONESA-09

 

Batata, pãozinho e couve-flor para fondue ao queijo e frutas + marshmallow para fondue de chocolate

 

 

 

 

RESTAURANTE-TOPO-DO-MUNDO-OSVALDO-CASTRO-AMEIXA-JAPONESA-10

 Aconchego para curtir com amigos ou com namoradx. :)

 

Topo do Mundo

Estrada da Serra, s/n – Serra da Moeda
Piedade do Paraopeba – Brumadinho/MG (como chegar)

Quarta a sábado – 12h (meio dia) à 01h
Domingos: 12h (meio dia) às 19h

Informações: (31) 3575-5545 / 8771-288

 

FOTOS: OSVALDO CASTRO


As mineiras Srta Rita, Um Vestido e Sérgio Salomão apresentam suas coleções 2017 no Lançamento 3 marcas. Independentes e artesanais, eles produzem em pequena escala roupas femininas, masculinas, acessórios e calçados para atender a um público que busca formas criativas de consumo. O resultado são produtos mais sustentáveis, menos descartáveis e com preço justo!


Sérgio Salomão
A Marca Surgiu em 2014 e, desde então, vem absorvendo influências do teatro, das artes visuais e de outras formas de expressão para criar suas peças de roupa. Essa junção de diversos meios é a principal motivação do artista, que dá seu nome à marca. Para essa coleção serão feitos diversos produtos, entre eles: acessórios e roupas abrangendo o público masculino e feminino.

sergio-salomao-moda-bh-ameixa-japonesa

Quer conhecer mais? Visite: www.facebook.com/espacosergiosalomao

Um Vestido
Apresenta em cada coleção, um modelo de vestido com variação de cores, tecidos e estampas se preocupando com os detalhes e significados de cada parte de seu processo criativo/produtivo. Desde a criação de um modelo bonito e confortável de vestimenta, da costura artesanal de cada peça, do aproveitamento dos tecidos para criação de novos produtos até o atendimento e entrega ao cliente. A 4ª coleção vem com desejo de influenciar cada vez mais a utilização da roupa não só como vestimenta, mas como uma forma de demonstração de beleza e atitude pessoais.

umvestido-moda-bh-ameixa-japonesaMais sobre esse projeto que acho incrível: www.instagram.com/um_vestido

Srta Rita
Recém-chegada trás em seus calçados e acessórios produzidos artesanalmente, a liberdade de transitar por diferentes lugares. A diversidade de materiais e cores são definidas pensando em cada detalhe estético e do conforto dos pés.

senhorita-rita-moda-bh-ameixa-japonesa

Saiba mais sobre a Srta Rita: www.srtarita.com.br

Serviço:

O que? 3 Marcas – Lançamento das Coleções 2017

Quando? Dia 9 de Junho, às 19h

Onde? Avenida Cristóvão Colombo, 550, sobreloja 18 – Savassi


E o que é isso? “Taça sem pose” é apelido de um  movimento que tem tomado conta dos bares mais badalados do Rio e de São Paulo. Ao invés de levar o bartender a fazer um show em coquetelaria, este novo conceito é protagonizado pelo drink destilado bem executado por um especialista em um ambiente mais despojado e descontraído. Proposta que tem tudo a ver com o Protótipo Bar (que a gente adora!), dirigido pelos empresários Lucas Zacharias e Angelo Gabriel, que acaba de lançar sua nova carta de drinks dentro deste movimento.

As receitas foram elaboradas pelo mixologista Müller Ribeiro, em parceria com o bartender da casa, Lucas Guimarães. As bebidas são baseadas em misturas de bebidas destiladas como vodca e cachaça, mas ao invés de misturadas a condimentos prontos, são harmonizadas com ervas, xaropes e outras novidades. Algumas opções do Protótipo Bar, por exemplo, combinam a receita inglesa do gim-tônica com sabores tropicais de frutas e grãos tipicamente brasileiros, como laranja, café e limão. O resultado são drinks cheios de originalidade e sabor! Além de deliciosos, os drinks chamam atenção pelo preços que vão de 14 a 21 reais.

prototipo-bar-ameixa-japonesa-01

Mineirinha (R$15) - caipirinha feita com vodca, syrup, frutas vermelhas e picolé de morango (também nos sabores limão siciliano + picolé de limão e abacaxi com hortelã + picolé de graviola)

prototipo-bar-ameixa-japonesa-05

Guarapari High Society (R$18) – vodca, cerveja pilsen, abacaxi, limão siciliano e hortelã

prototipo-bar-ameixa-japonesa-15

Cão Chupando Manga (R$15) - vodca, triple sec e polpa natural de manga na taça bordeada com pimenta macaco, pimenta calabresa e açúcar.

Quer mais motivos para visitar o Protótipo Bar? Então toma… O Protótipo Bar também oferece mais de 200 rótulos de cervejas artesanais diariamente e cinco torneiras de chope, o cardápio de comida é SENSACIONAL (muita “gostosura, sem frescura e preço justo), a trilha sonora nunca me decepciona e tem o terraço mais charmoso de Santa Tereza (como não amar?!).


FOTOS: OSVALDO CASTRO

O Protótipo Bar fica no bairro Santa Tereza, à rua Galba Veloso, nº 206, 2º andar. A casa possui capacidade de atendimento limitada a 140 clientes. Outras informações podem ser obtidas no Facebook.com/PrototipoBar e Instagram.com/PrototipoBar.


A Wines of Argentina, entidade responsável pela imagem do vinho argentino, escolheu o data de 17 de abril para celebrar o Dia Mundial do Malbec. Para a alegria de nós, belorizontinos, o Cabernet Butiquim decidiu ampliar as comemorações! Até o final deste mês, o Cabernet Butiquim promove uma programação inteiramente dedicada ao Malbec, com uma seleção de pratos e petiscos especialmente desenvolvidos para harmonizações com a uva e uma seleção de rótulos comercializados na casa, para consumo em garrafas e taças individuais.

Foram selecionados ao todo 15 rótulos de vinhos Malbec, que vão desde bebidas mais simples até às mais sofisticadas, entre rosés e tintos. Os vinhos serão disponibilizados ao público tanto em garrafas quanto em taças, permitindo, assim, que os clientes possam degustar e conhecer variados estilos e produtores do vinho Malbec em uma visita ao Cabernet Butiquim. 5 dos rótulos estarão disponíveis diariamente em taça, 1 rosé e 4 tintos. Entre os vinhos selecionados há um inusitado: um Malbec chileno.

Para a preparação dos petiscos, a chef do Cabernet Butiquim, Janaína Batista Barrozo buscou na culinária argentina outros símbolos do paladar do país portenho, como ojo de bife, um corte de carne típico, que se caracteriza por ser muito tenro, a moela, a salsa criolla e o tempero chimichurri, que não poderia ficar de fora. Complementando a experiência, o cardápio ainda apresenta outra forte referência da culinária argentina, desta vez um doce: churros recheados com o autêntico dulce de leche. Recomendo todos os petiscos que estão participando dessa “temporada malbec”, são maravilhosos!

CABERNET-BUTIQUIM-AMEIXA-01

CABERNET-BUTIQUIM-AMEIXA-04
Terrine de fígado de aves com conserva de jiló

CABERNET-BUTIQUIM-AMEIXA-07

CABERNET-BUTIQUIM-AMEIXA-10

Ojo de bife, salsa criolla, batatas rústicas e chimichurri

 



 

FOTOS: OSVALDO CASTRO

 

Cabernet Butiquim

Bar e loja de vinhos

Endereço: rua Levindo Lopes, 12/22 – Savassi – Belo Horizonte – MG

Horário de funcionamento: terça a sábado, de 11h30 à meia-noite, e domingo, de 11h30 às 16h

Informações: (31) 3889-8799

Facebook | Instagram