Todo ano a mesma coisa… dia das mães, dia dos pais, dia das crianças… e por aí vai. O que eu acho que as pessoas não se perguntam, é: que estilo de pai eu serei? Não digo só em relação ao estilo de como se vestir e tal, mas como agir com seus filhos. Os costumes, o que quer que ele aprenda ou não, o jeito como vai ensinar o que é certo ou errado, ou como vai falar com seus filhos sobre tabus etc. Claro que puxando o tipo de personalidade de cada pai e cada filho, a vestimenta sempre fala muito sobre as pessoas, e com eles não seria diferente. Pensando nisso, eu selecionei alguns papais e avôs estilosos por aqui para que você veja o qual se identifica mais daqui há alguns anos, ou até mesmo hoje, se este for o seu caso.

01 02 03 04 05 06

E então, qual deles é mais a sua cara?

ASSINATURA-CELIO-ALVES


homem-de-saia1

Eu sempre fui a favor da moda ser bem democrática e ser um artifício para que a pessoa mostre sua personalidade e faça com que se sinta confortável também. Um modo de expressão. Há algum tempo eu me permiti usar camisetões (que parecem vestidos) e peças um pouco mais ousadas. Não fiz nada disso por “estar na moda”, mas porque eu vi e gostei, provei e me senti bem, e isso deveria ser feito por todo mundo. Se você tem vontade de usar determinada peça ou acessório, não se sinta preso e experimente. Se isso te fizer feliz, que ótimo, siga com isso e vai buscar seu pote de ouro no fim do túnel.

saia04

Eu sou muito seguro do que eu visto e como eu visto. Não tenho preocupação alguma de alguém me ver de camisetão ou de saia e achar que eu estou vestindo um vestido ou achar que estou vestido como mulher. Essa concepção é algo que a sociedade faz da minha vestimenta, mas que eu não penso da mesma forma. Também porque a minha opinião sobre o chamado “free gender” ou gênero fluido (como está conhecido no Brasil) é muito transparente: eu sou a favor de vestir peças que eu me sinto bem, sem me importar se a sociedade vai achar que a peça poderia pertencer ao guarda-roupas masculino ou feminino.

Marcas como a LED, do estilista Célio Dias (que já foi mostrado aqui a última coleção SLASH 1), são exemplos de marcas que já começaram a trabalhar essa não distinção de gêneros.

CMYK básico

Falando mais especificamente da saia, eu fico super feliz em vê-las em desfiles como do Marc Jacobs e João Pimenta (SPFW). Marc Jacobs é um grande usuário de saia já tem tempo. A peça voltou com tudo agora com esse papo de “free gender” e eu espero ver as ruas cheias de caras utilizando essa peça, que cá entre nós, é super bonita e veste bem, além de dar muito estilo ao look. É confortável, fresca, dá para utilizar como sobreposição, são vários os benefícios que você pode ter com uma saia no armário. Em outras culturas são peças usadas por homens, como o famoso “kilt” na Escócia.

saia03

Em seu último desfile de Primevera/Verão 16/17, o designer Igor Dadona (que participa há algum tempo do line up da Casa de Criadores) fez uma coleção maravilhosa inspirada em uniformes escolares do mundo todo. Ele trabalhou o conceito dizendo que os uniformes escolares são a primeira divisão de gênero que as pessoas tem na vida. E ele não deixa de estar errado. Pelo contrário. Seu desfile trouxe peças bem fluidas, saias pregueadas, parcas, sobreposições… enfim, foi lindo de se ver.

saia02
Foto por: Marcelo Soubhia / Fotosite
saia01
Foto por: Marcelo Soubhia / Fotosite

E então… você tem vontade ou coragem para experimentar? Conta pra gente nos comentários.

Célio Alves tem 23 anos, é fotógrafo de moda e retrato. Cinéfilo, ama tecnologia, sushi, pipoca e Heineken. Ah, e escreve aqui no Ameixa sobre moda masculina, é claro! (@celiooalves)


Houve gente que achou que seria uma moda temporária as camisas estampadas ,e principalmente, o animal print. Realmente, não vi tantos garotos usarem no verão passado (e não estou falando de fashionistas, pois esses usam e abusam), mas, sim do pessoal que compra em lojas de departamentos e/ou tem medo de ousar. Houve uma certa resistência de dr arriscar nesta trend. Acontece que neste verão a estampa volta com tudo, e eu acho que quem não se arrisca não petisca, né não?!

00

Trouxe fotos para deixar vocês, meninos, mais inspirados e acho que se você tem vontade de experimentar uma peça mais estampada e em alguns casos mais espalhafatosa, vai nessa, cara!

01 02

Dicas básicas para quem quer usar e ainda está com um certo receio:

- Aposte em peças neutras para compor o restante do look (geralmente neutro);

- Use uma sobreposição com uma camisa jeans, ou um blazer escuro – pode funcionar bem;

- Invista no look street com um short jeans e um tênis neutro ou ao casual com um short de alfaiataria e um sapato (oxfords, ou mocassim) ou uma sandália.

03

Bora ousar neste verão?!

Célio Alves tem 22 anos, é fotógrafo de moda e retrato. Cinéfilo, ama tecnologia, sushi, pipoca e Heineken. Ah, e escreve aqui no Ameixa sobre moda masculina, é claro! (@celiooalves)

 


Nada como se inspirar no estilo de quem passou pra conferir mais uma edição do Minas Trend. Confira as fotos por Marcela Xavier.

Ana Sofia Meinberg, Diretora Criativa - foto por Marcela Xavier-5
Ana Sofia Meinberg – Diretora Criativa
Ana Carla Vanini, Modelo - foto por Marcela Xavier-4
Ana Carla Vanini – Modelo
Elle Ferraz, Modelo - foto por Marcela Xavier-2
Elle Ferraz – Modelo
Letícia Lamb, Modelo - foto por Marcela Xavier-3
Letícia Lamb – Modelo
Luana Carvalho, Modelo - foto por Marcela Xavier-1
Luana Carvalho – Modelo
Ramon Navarro, Diretor - foto por Marcela Xavier-7
Ramon Navarro – Diretor
Laura Miranda, Modelo - foto por Marcela Xavier-6
Laura Miranda – Modelo