churros1

Não sei vocês, mas é só falarem “churros” para nós do Ameixa abrimos um sorrisão daqueles. Esse doce dos deuses, que muitos nem prestavam atenção pelas ruas do centro da cidade, agora virou estrela gourmet! E que tal um festival só dedicado a eles? É isso que estará rolando no Shopping Del Rey, até domingo (10/09), com entrada gratuita. Gente, “tamu indo” !!!

Ao todo, serão 15 estandes e mais de 30 opções de churros gourmet, que variam do tradicional ao espanhol (sem recheio, finos e cortados em pedaços), acompanhados de sorvete ou milk shake. “Os mineiros amam churros e o evento é uma oportunidade para que o público possa descobrir novos sabores e combinações, que deixam a receita ainda mais saborosa”, afirma Luís Botelho, organizador do Festival.

Durante os dias de Festival do Churros, a Arena Del Rey se transformará em uma verdadeira vila gastronômica, oferecendo uma experiência completa aos visitantes. Além do prato protagonista do evento, o público poderá se deliciar com outras opções de snacks, como hambúrguer artesanal, espetinho, coxinha, milho e massas. O serviço de bar complementa o menu com bebidas variadas, cerveja, raspadinhas e drinks.

Calma que tem mais.

O Shopping  inaugurou para a criançada o Clubinho Encantado, parquinho fixo e gratuito para crianças de até 12 anos. O espaço é inspirado em uma minifloresta e conta com atividades diversas para estimular a criatividade, a descoberta de novas habilidades e a socialização dos pequenos.

parquinho

O Clubinho Encantado é uma atração para crianças de 0 a 12 anos e funcionará diariamente – de segunda a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos e feriados, das 12h às 20h. Crianças menores de 3 anos deverão, obrigatoriamente, estar acompanhadas por seus pais ou responsáveis.

Então, a boa para o final de semana que irá alegrar toda a família é chegarem junto no Shopping Del Rey e se lambuzarem com os mais diversos churros e botarem a criançada para se divertirem no Clubinho Encantado. Lembrando que todas as entradas são gratuitas!


flinstones

Todo mundo já percebeu esse boom gastronômico que estamos vivendo, num é? Nunca se falou tanto de culinária como agora. Já reparou que a seção das livrarias dedicadas ao tema só tem crescido? E o tanto de programas televisivos? Todos os canais sejam eles abertos ou fechados estão dedicando nem que seja meia hora de sua programação à gastronomia. Mas qual a razão de tudo isso? Seria apenas um interesse dessa geração acostumada com o excesso de informação? Uma onda passageira? Um modismo? Bom, pode ser um pouco de tudo isso, ou nada disso.

Com tudo, acredito que tenha algo que seja comum a todos que estão vivenciando esse momento: resgate. Estamos todos tentando resgatar algo que nos foi tirado, ou esquecido, ou deixado de lado: o prazer de pertencer ao espaço da cozinha e o prazer de servir ou ser servido com algo que desperte sensações e lembranças. Gastronomia nada mais é que isso! Uma mistura de aromas, texturas e sabores que nos remete a algo íntimo e que desperta sensações prazerosas. O poder das combinações. Química. Mágica. Arte. Amor!

Para deixar mais claro do que se trata temos que voltar no tempo. No final dos anos 40 e começo da década de 50, as mulheres saíram de suas casas e começaram a se fazer notáveis num mundo (ainda) patriarcal. A casa, a cozinha, não eram mais os únicos espaços que elas poderiam e deveriam ocupar. A indústria alimentícia logo tratou de resolver um problema: “e agora quem cozinha?” Ninguém mais! A comida já vem pronta. E com isso damos início ao processo que chega ao seu ápice nesse presente: fast foods, todo e qualquer tipo de comida congelada, disk alguma coisa, microondas e toda gama de tecnologia que nos faz ganhar um tempo em cima de um tempo que não temos mais e transformando a cozinha, num simples objeto decorativo. Assim perdemos as referências culturais, familiares e sociais.

macarrao

Criou-se um vazio à mesa. Ninguém mais senta-se à mesa para se perder um tempo junto a alguém ou até consigo mesmo. É aí que começa essa retomada da gastronomia. Um grito de que: queremos voltar ao convívio! Técnicas culinárias são importantes, sim, claro. Mas não são tudo. Para mim, enquanto chef e para tantos outros precisamos delas. Mas na minha cozinha pessoal, na sua cozinha, elas são o de menos. Ali o que vale são outras coisas. Dando alguns exemplos: sabe aquele engrossado que fazemos com um pouco de farinha e manteiga? Então, como técnica o chamam de roux (rú). Ou quando a frigideira fica toda suja depois de fazermos uma carne e daí colocamos um pouco de água, ou vinho e fazemos um molhinho. Tecnicamente falando você fez uma redução. Enfim… termos e nada mais que isso.

Mas o que está nos levando novamente às nossas cozinhas é um dos nossos atos mais primitivos: fazer e servir. Botar naquela comida além de todos os ingredientes necessários uma pitada de sabedoria, uma colher de amor, uma xícara de boas energias. Levar isso à mesa, sentar, degustar, conversar, externar e introspectar. O seu churrasco de final de semana é outro exemplo de resgate primitivo. Os nativos iam à caça (em muitas culturas isso cabia às mulheres!) traziam a carne, faziam o fogo e num gesto de respeito ao animal abatido ficavam todos em volta da fogueira para esperar o alimento e, muito mais que isso, tinham todo o tempo daquele cozimento para ficarem próximos uns aos outros.

Então o meu convite com esse texto é que sejamos mais primitivos. Quando falamos de culinária, por favor! Invada a sua cozinha e prepare o melhor prato para a sua família, seus amigos, para você! Convide todos à mesa. Olhem uns nos olhos dos outros. Pergunte da vida, das alegrias, dos problemas. Entre uma garfada e outra, demonstre interesse, acolhimento. Esqueça-se do tempo. Primitivamente o tempo é seu aliado. Sirva-se dele.

hum


masterchefprofissionais2017

A franquia MasterchefBR é igual vicio a chocolate. Nunca enjoamos. Sendo assim, mal terminamos de lamber os pratos da 4ª edição dos amadores e, amanhã, 05 de setembro, começa a edição 2017 do MasterChefBR Profissionais. Dessa vez, 16 profissionais (8 homens e 8 mulheres) da gastronomia disputarão os prêmios e os nossos estômagos. Mesmo não participando das votações, nós aqui de fora elegemos sim os nossos preferidos.

A edição 2017 promete fortes emoções, além da disputa de egos tão mais elevados quando se trata de profissionais. Segundo a Band, uma das provas que irá agitar os competidores e as redes sócias será a de servir 250 convidados de um casamento. Considerada a prova mais difícil já feita em todas as edições.

Então estamos combinados: a partir da amanhã, às 22h30, estaremos todos ligados na Band para mais um MasterChefBR Profissionais. E que vença o melhor sabor!


Hoje, nós do Ameixa, acordamos bem oitentistas! E daí pensamos qual sobremesa de domingo vem a calhar pra esse clima e que seja fácil de executar? Com o ABBA tocando na vitrola veio em mente a gelatina de morango com creme de leite. Gente, quer mais oitentista que isso?

sobremesagelatina

Essa sobremesa reinou absoluta em todas as casas! Típico almoço de domingo, lá estava ela. Batizado? Claro que não podia faltar. Final de semana na casa da madrinha e adivinha o que tinha de sobremesa?

Como somos bonzinhos iremos deixar aqui a receita dessa maravilha. E agora será assim: todo domingo o Ameixa publicará uma sobremesa para coroar o fds ou adoçar a semana que estará iniciando.

Gelatina de Morango com Creme de Leite

Ingredientes

2 pacotinhos de gelatina de morango
1 lata de creme de leite
1 lata de leite condensado

Modo de Fazer

- Prepare a gelatina de acordo com as instruções do pacote;
- Em seguida bata no liquidificador: a gelatina, o creme de leite e o leite condensado por alguns segundos até criar um creme. Depois coloque em taças individuais e leve a geladeira até firmar.
Dica importante: não leve ao congelador pois irá se formar uma água no fundo das taças.

 


Ratha-Yatra-BH-2016-01

A versão mineira da milenar Ratha-Yatra, maior festival cultural/religioso do mundo, acontece amanhã, 26 de agosto! A concentração será na Praça Sete, às 10h e o desfile segue até o Parque Municipal. Onde a festa continua com shows, dança, gastronomia, yoga e programação especial para as crianças, das 12h às 16h. A entrada é gratuita!

Ratha-Yatra-BH

O que é o Ratha-Yatra?

O Ratha-Yatra é o maior festival de rua organizado pela Sociedade Internacional para Consciência de Krishna (ISKCON). Significando literalmente Festival das Carruagens, este festival celebra o regresso de Krishna a sua casa em Vrindavana, depois de um longo período de separação de seus parentes e amigos.

Para mais informações, clique aqui!