o-estranho-que-amamos-ameixa-japonesa

A grande estréia nos cinemas nessa semana é, sem dúvidas, o novo trabalho de Sofia Coppola, “O Estranho Que Nós Amamos”. Baseado no livro homônimo de Thomas Cullinan, escrito em 1966, o filme chega às telas de BH premiado com a melhor direção em Cannes 2017. E com um elenco que chama a atenção para si: Nicole Kidman, Kirsten Dunst, Elle Fanning e Colin Farrell.

Os filmes de Sofia Coppola são conhecidos e lembrados por colocarem em todos eles o olhar feminino sobre as situações em, sua maioria, sendo os papeis femininos os responsáveis por nos guiarem pela narrativa. Em “ O Estranho Que Nós Amamos” não é diferente. A diretora inverte a narrativa do livro e da primeira versão para o cinema de 1971 que é feita pelo soldado abatido e coloca as mulheres como narradoras da história. Mais uma vez é o olhar feminino de Sofia e de suas personagens os responsáveis pelas sensações passadas.

A história se passa em durante a Guerra Civil americana e vemos o dia a dia pra lá de bucólico e rotineiro de uma “escola para meninas”, situada no sul do país, ser gradativamente alterado com a chegada do estranho e instigante soldado ferido, que defendia os interesses do norte do país. A guerra serve de pano de fundo para a formação de uma atormentada bola de neve de tensão sexual entre essas mulheres e o soldado.

o-estranho-que-amamos-ameixa-japonesa-01

Impressões de Pierre Menezes sobre o filme…

Para quem está acostumado com o ritmo mais acelerado e uma extensa paleta de cores presentes nos outros filmes de Sofia Coppola, chega a ficar incomodado com a direção tomada nesse novo projeto. Tudo em “O Estranho Que Nós Amamos” é mais lento, demorado, contido. O recurso de pouca luz do casarão dita o clima que a diretora quer expressar. Com isso a fotografia do filme é espetacular e merece todos os elogios já recebidos.

Porém o roteiro (estou até agora pensando se gostei realmente do filme ou apenas em parte) demora a acontecer. O clímax do filme ocorre apenas nos últimos 20 minutos, o que leva ao incomodo mais pela demora dos acontecimentos do que pela adrenalina psicológica sexual que o filme pretende passar.

Essa tensão está lá o tempo todo. Seja pelo comportamento alterado dessas mulheres, pelas reais intenções do homem que aos poucos vai mudando a rotina pudica tanto das mulheres mais velhas, quanto das internas mais novas. Mas a curiosidade pelo que vai acontecer aos poucos vai sumindo devido a essa demora aos acontecimentos. Há uma repetição de situações desnecessária.

A direção precisa e ao mesmo tempo delicada de Sofia Coppola e as interpretações na dose certa de contenção e explosão do quarteto principal fazem de “O Estranho Que Nós Amamos” uma boa experiência de reflexão sobre os desejos repreendidos e as consequências das não realizações dos mesmos.

o-estranho-que-amamos-ameixa-japonesa-02

Flávio Henrique também conta suas impressões…

Escuro e lento é o que define o filme. Uma história tão interessante deveria ser retratada da mesma forma. Todo o alvoroço de um homem chegando numa casa com sete mulheres, eu esperava mais afrontas diretas entre elas. Por estar em uma crescente, as mudanças nas relações foram apresentadas sutilmente. Se apresentadas ao contrário, estas mudanças (com tretas mais evidentes e dramáticas) deixaria o filme mais empolgante no seu percurso.

No ápice do filme não ficaram claras as intenções das mulheres para com o hóspede na reviravolta final. Vingança, ou necessidade nestas intenções, para mim, ficaram escuras e indiretas como boa parte do filme. Fez-me avaliar o filme apenas como um filme mediano.

Confira o trailer!


A Wines of Argentina, entidade responsável pela imagem do vinho argentino, escolheu o data de 17 de abril para celebrar o Dia Mundial do Malbec. Para a alegria de nós, belorizontinos, o Cabernet Butiquim decidiu ampliar as comemorações! Até o final deste mês, o Cabernet Butiquim promove uma programação inteiramente dedicada ao Malbec, com uma seleção de pratos e petiscos especialmente desenvolvidos para harmonizações com a uva e uma seleção de rótulos comercializados na casa, para consumo em garrafas e taças individuais.

Foram selecionados ao todo 15 rótulos de vinhos Malbec, que vão desde bebidas mais simples até às mais sofisticadas, entre rosés e tintos. Os vinhos serão disponibilizados ao público tanto em garrafas quanto em taças, permitindo, assim, que os clientes possam degustar e conhecer variados estilos e produtores do vinho Malbec em uma visita ao Cabernet Butiquim. 5 dos rótulos estarão disponíveis diariamente em taça, 1 rosé e 4 tintos. Entre os vinhos selecionados há um inusitado: um Malbec chileno.

Para a preparação dos petiscos, a chef do Cabernet Butiquim, Janaína Batista Barrozo buscou na culinária argentina outros símbolos do paladar do país portenho, como ojo de bife, um corte de carne típico, que se caracteriza por ser muito tenro, a moela, a salsa criolla e o tempero chimichurri, que não poderia ficar de fora. Complementando a experiência, o cardápio ainda apresenta outra forte referência da culinária argentina, desta vez um doce: churros recheados com o autêntico dulce de leche. Recomendo todos os petiscos que estão participando dessa “temporada malbec”, são maravilhosos!

CABERNET-BUTIQUIM-AMEIXA-01

CABERNET-BUTIQUIM-AMEIXA-04
Terrine de fígado de aves com conserva de jiló

CABERNET-BUTIQUIM-AMEIXA-07

CABERNET-BUTIQUIM-AMEIXA-10

Ojo de bife, salsa criolla, batatas rústicas e chimichurri

 



 

FOTOS: OSVALDO CASTRO

 

Cabernet Butiquim

Bar e loja de vinhos

Endereço: rua Levindo Lopes, 12/22 – Savassi – Belo Horizonte – MG

Horário de funcionamento: terça a sábado, de 11h30 à meia-noite, e domingo, de 11h30 às 16h

Informações: (31) 3889-8799

Facebook | Instagram


BH Tattoo Festival começou ontem com inúmeras atrações para os amantes do universo da tatuagem, esta edição vai reunir mais de 400 personalidades do setor, entre tatuadores, body piercers, artistas plásticos, músicos e DJs. São esperadas cerca de 15 mil pessoas no evento.

Nessa edição, o evento ganhou maior amplitude e toma todo o espaço da Serraria Souza Pinto (Av. Assis Chateaubriand, 809, Centro), incluindo o estacionamento, com uma programação extensa e muita inovação e diversidade cultural. Sábado e domingo, dias 8 e 9, o festival será aberto às 12h e encerrado às 2h da manhã.

Além da presença de tatuadores nacionais e internacionais, haverá três palcos para shows e  concursos, além de espaço kids, encontro de moto clube e cerca de 12 food trucks.

 GLR PWR

Ontem fomos conferir o 7o BH Tattoo Festival e a presença feminina chamou nossa atenção. O número de tatuadoras é bem maior que imaginava. Adoramos ver tanta mulher fazendo e acontecendo no BH Tattoo.

bh_tatoo_2017_ameixajaponesa26

bh_tatoo_2017_ameixajaponesa25

bh_tatoo_2017_ameixajaponesa28

bh_tatoo_2017_ameixajaponesa36

bh_tatoo_2017_ameixajaponesa30

bh_tatoo_2017_ameixajaponesa29

 

bh_tatoo_2017_ameixajaponesa48

 

bh_tatoo_2017_ameixajaponesa46

 

bh_tatoo_2017_ameixajaponesa32

bh_tatoo_2017_ameixajaponesa51

bh_tatoo_2017_ameixajaponesa54

 

Fotos: Osvaldo Castro

Mais de 40 horas de programação

A música eletrônica ditou o ritmo do primeiro dia de festival com DJs nacionais e internacionais. Já o sábado, 8, será um tributo aos amantes do ROCK e suas vertentes, com a estreia do festival de bandas BH TattooSonora, que selecionará quatro bandas que se apresentarão junto às convidadas Dead Fish, Cartoon, Pausa Para Tudo, Regali Blues Band, Gui Dub, André Muradas e Lucas Noctívago, em palco exclusivo. Além disso, o festival será pioneiro em BH ao promover o Encontro Nacional do Moto Clube Abutres, ao meio dia, no estacionamento externo do evento, com entrada gratuita.

Continuando a programação de sábado, às 16h, o Palco Portal Tattoo apresenta o concurso Miss BH Tattoo, cujo desfile e premiação elegem a bela que melhor representa a cultura da tatuagem. Esta edição do concurso, dentre outros profissionais de apoio, conta com a personal stylist Juliana Brasil, uma das principais referências em consultoria de imagem e estilo do país. Às 17h, no mesmo local, começará o Concurso de Tatuagem, desta vez, analisando as categorias Colorida, Comics, Oriental, Old School (Tradicional), Realismo e Preto&Branco. Às 21h30, será divulgado o vencedor da premiação de Melhor Tattoo de sábado.

A pluralidade musical continua com a voz das ruas e dos muros no domingo, 9, quando muito Hip Hop, Reggae, dentre outros estilos, invadirão o Palco 440 Hertz para embalar as cores do Live Paint, junto a outras intervenções artísticas surpresas. Já no palco Portal Tattoo, a partir das 17h, será a vez do Concurso de Tatuagem eleger as melhores artes das categorias Feminina, Portrait, Pontilhismo e New School. Às 21h30, serão premiadas as vencedoras de todas as categorias e divulgadas a Melhor Tattoo do Dia e a Melhor do Evento.

Serviço – 7ª edição do BH Tattoo Festival
Onde: Serraria Souza Pinto, à Av. Assis Chateaubriand, 809 – Centro
Quando: Dias 07, 08 e 09 de abril
Horário: sábado e domingo, entre 12h e 2h
Quanto: Lote promocional de 500 passaportes (acesso aos três dias) pelo preço popular de R$ 40,00 mais 1kg de alimento não perecível (exceto fubá e sal); ou meias-entradas diárias pelo valor de R$ 25,00 mais 1kg de alimento não perecível (exceto fubá e sal)
Informações – www.bhtattoo.com.br


IMG_1758

 

O restaurante Topo do Mundo, localizado a 1500 metros de altitude, bem no alto da Serra da Moeda, oferece uma vista única da região da Serra da Moeda e cidades do entorno. Seja na sua charmosa varanda ou no salão interno com paredes de vidro, você se sente mais perto do céu…e não é só por estar num dos pontos mais altos de Minas não, as opções do cardápios são para comer rezando! O Chef André Rotondo proporciona uma maravilhosa experiência gastronômica, brincando com sabores, textos e elementos que vão cozinha mineira à internacional.

IMG_1799

 

Filet do Topo – Tourneador de filet mignon, ao molho de vinho, acompanhado de risoto de açafrão. Sabe quando o ponto da carne é perfeito? Achei a perfeição! Ah, a redução de vinho dá o toque agridoce delicioso ao prato.

 

IMG_6236

 

Risoto Mineiro – Carne de sol, queijo Minas, couve, pimenta biquinho e bacon. O André Rotondo foi o primeiro chef a fazer uma versão mineira para o risoto, há mais ou menos dez anos. Aprovadíssimo! E uma ótima opção para indicar aquele amigo que está passeando por terras mineiras.

 

IMG_1821

 

Alfajor descontruído, adorei o restaurante e essa sobremesa virou um caso de amor a parte! Uma das melhores coisas que já comi na vida. <3 Se você for ao Topo do Mundo, sua escolha para sobremesa tem que ser essa. Vá por mim!

Sunset Topo do Mundo

E uma dica para curtir o por do sol, que com certeza é um dos mais lindos do estado: Aos sábados, a partir das 17h, o restaurante promove o Sunset Topo do Mundo com drinks e ceviches a precinhos especiais e música para animar seu final de tarde. Recomendo!

IMG_6222

IMG_1773

Topo do Mundo

Estrada da Serra, s/n – Serra da Moeda
Piedade do Paraopeba – Brumadinho/MG (como chegar)

Quarta a sábado – 12h (meio dia) à 01h
Domingos: 12h (meio dia) às 19h

Informações: (31) 3575-5545 / 8771-288

 


FOTOS: OSVALDO CASTRO


excape-house-04-bh

TIC TAC TIC TAC…
Não resistimos à febre das casas de escape em BH e participamos da experiência de desvendar os mistérios propostos numa aventura contra o tempo… E quer saber? Amamos!!!

Parecia que estávamos em um desenho do Scooby Doo, onde ele e sua turma tinham uma missão que exigia o máximo de cada um deles, tudo com muito mistério e tensão, típico de nosso desenho preferido de todos os tempos. O relógio na sala “Perdidos No Tempo”, da ExcapeHouse, a mais nova casa de diversão interativa de BH, nos avisava que aquilo ali não era para amadores. E aceitamos o desafio. A cada mistério desvendado dava para ver a adrenalina a mil nos nossos rostos.

E é o trabalho em equipe que faz toda a diferença nesses jogos. Um é mais perceptivo que o outro, que é mais atencioso que o coleguinha do lado, que por sua vez consegue organizar as ideias melhor que a amiga que, por sinal, está numa espécie de transe tamanha a concentração. É diversão garantida saindo do tradicional “buteco” com os amigos. Depois até rolou uns drinks, mas aí foi para brindar a vitória. Ou vocês acham que não íamos vencer o relógio e conseguirmos consertar a máquina do tempo? Somos profissionais, monamur.

excape-house-bh-02

A ExcapeHouse conta com duas salas, a “Perdidos No Tempo” e “Contra A Máfia” e mais duas sendo construídas. Ficamos curiosos em saber o tema de cada uma delas, mas isso fica para uma próxima visita, quando as salas forem inauguradas. Os horários são agendados para a sua turma, que podem variar de 4 a 8 participantes, dependendo da sala escolhida. E se você quiser pode até comemorar seu aniversário por lá! A Excape House tem um pacote especial para aniversariantes. Já estamos aceitando convites para cantarmos parabéns trancados em uma das salas.

Para quem ficou perdido no tempo e não está entendo nada do que está acontecendo: As casas de escapes proporcionam uma experiência real e interativa, onde os jogadores são trancados em uma sala e precisam, em 60 minutos, desvendar diversos enigmas. Para isso é necessário muito raciocínio lógico, inteligência, intuição e trabalho de equipe. Essa febre mundial que saiu do virtual para nos viciarmos no real conta com mais de 2000 salas espalhadas em diversos países.

excape-house-bh-03

O diferencial da ExcapeHouse é que se trata de um espaço original de BH. Não é uma franquia. Sendo assim, os enigmas propostos você só irá encontrar em suas salas. E falando em salas, elas são um charme à parte na brincadeira. A “Perdidos No Tempo” e sua impecável decoração   nos remete diretamente a um tempo passado tornando-se o sétimo participante. E o ambiente guarda uma surpresinha, que não vamos contar, claro, para quem avançar no jogo.

Agora que somos membros da “Mystery Machine” ja estamos organizando uma nova aventura na sala da Máfia. Para quem ficou curioso para fazer parte dessa brincadeira, a ExcapeHouse tem endereço na Rua Herval, 480, Serra, BH. Os contatos para  agendamento são: (31)3586-7704 + (31) 99322-6594 ou pelo site www.excapehouse.com.br